Política

O disse me disse sobre Axel e Rodrigo ofusca oposição

Rodrigo Neves e Axel Grael | Reprodução Redes Sociais

Parece mas não é! O deputado federal e ex-prefeito de Maricá, Washington Quaquá já lançou a deputada estadual Verônica Lima (PT), eleita por Niterói e na base do governo de Axel Grael (PDT) como sua pré-candidata a prefeita de Niterói. Pouco depois mudou sua pré-candidata para apoiar a deputada federal Talíria Petrone do PSOL, que não está alinhada com o PDT em Niterói. Talíria já assumiu com sua base em Niterói que é pré-candidata à prefeita por Niterói.

No caso da deputada estadual Verônica Lima, ela ainda não se manifestou como pretende caminhar no futuro próximo. Alguém sabe para onde aponta este futuro?

 

Do lado da oposição bolsonarista, o deputado federal Carlos Jordy do PL, foi anunciado como pré-candidato a prefeito de Niterói, numa reunião que reuniu Bolsonaro, Altineu Côrtes e o próprio deputado. Com isso, o vereador Douglas Gomes também do PL, que ensaiava dar esse passo como pré-candidato, freou seu objetivo.

O deputado federal, Moreira Franco (PMDB), ex-governador e ex-prefeito de Niterói, veio à Niterói empossar o vereador Atratino na presidência do diretório do partido e ficou aquela especulação: quem Moreira estaria costurando como candidato? Até a deputada federal Soraya Santos foi lembrada. Pensava-se que ia ficar nisto. No entanto, vereador e presidente do PMDB de Niterói, Atratino, foi nomeado chefe de gabinete do deputado estadual, em primeiro mandato, do PDT, Vitor Junior. Tire suas conclusões.

Moreira Franco, como ex-prefeito, veio na solenidade de homenagens aos ex-prefeitos ainda em atividade, pelos 450 anos de Niterói, e no seu discurso explicitou apoio à Rodrigo Neves como possível pré-candidato a prefeito.

Na área do poder atual municipal as especulações crescem a cada dia. O ex-deputado estadual Comte Bittencourt do Cidadania foi alçado à presidência nacional do partido e vê à distância o cenário municipal, talvez, em dúvida, se voltará a se candidatar como deputado estadual, e quem é o candidato de sua preferência, digo pré-candidato.

No Estado, o que parecia uma coisa mostrou-se outra. Desde a eleição distante de Bolsonaro, o governador apareceu em foto pública sorrindo ao lado do ex-presidente e com foco na eleição de 2026. Parece um longo tempo mas não é.

O disse me disse na cidade passou a ser de que Rodrigo Neves (PDT e ex-prefeito) e Axel Grael (PDT e prefeito) estariam se alfinetando. Para dar mais molho a narrativa das fofocas políticas, entra o nome de Bagueira como possível candidato (atual vice-prefeito e do partido Solidariedade), também forte aliado do governo Axel. O que pensa Bagueira e sua forte liderança na Zona Norte?

Apesar do fogo amigo, há quem estimule brasas mais aparentes. Neste cenário, a Prefeitura mantém o seu ritmo administrativo com muitas obras, apesar das fagulhas e tensionamentos.

Os últimos temporais, trovões e raios com a inexplicável e criminosa ausência da Enel deixando milhares de pessoas sem luz, num apagão completo, pressiona ainda mais o clima político de Niterói.

Finalizando, sobre o aspecto da política dos bastidores e o que rola na boca do povo, nas mesas dos bares e encontros políticos, questiona-se se é ou não verdadeiro o embate entre Axel e Rodrigo e no costeado com Bagueira (como diria Brizola). A poeira levantada, que passou a ser o assunto nas rodas de conversas que se espalham por todos os cantos e cenários da cidade, tem ofuscado e tirado do cenário qualquer outro possível nome na disputa municipal.

A impressão que se tem é a de que só existem dois pré-candidatos a prefeito de Niterói: Axel Grael e Rodrigo Neves.

To Top