Negócios

Estaleiro Mauá finaliza restauração da “Porta Batel” do seu dique seco em Niterói

Estaleiro Mauá

O Dique Seco do Estaleiro Mauá é referência para a realização de reparos navais em áreas vivas, de embarcações das mais diversas características físicas e operacionais. Com 165 metros de extensão, por 23m de largura e 11m de profundidade, recebe cerca de 30 embarcações por ano para a realização dos diversos serviços de manutenção, reparos, modernização etc.

Sempre preocupado com a segurança, qualidade, eficiência e produtividade dos seus atendimentos, o Estaleiro Mauá concluiu, no dia 12 do corrente mês, a restauração completa da sua “Porta Batel”, estrutura flutuante, com 11m de altura, 6m de largura e 22,5m de boca, em forma de caixão que, quando cheio de água, serve de porta estanque para o seu dique seco.

De acordo com Jorge Orlando Júnior, gerente de produção, a reforma trará mais agilidade nos atendimentos. “Estamos sempre preocupados em entregar o melhor aos armadores, e essa nova estrutura da – Porta Batel fará toda a diferença neste processo. O reparo foi realizado nas próprias dependências do Estaleiro Mauá e, para o içamento e movimentação da porta, que pesa mais de 435 toneladas, foram utilizadas duas cábreas simultaneamente, cada uma com capacidade para 350 toneladas”.

Com base nos recursos e na infraestrutura de sua “Plataforma Portuária Industrial”, o Estaleiro Mauá vem se reconfigurando para responder as diversas frentes de atuação, dentre elas a base de operações logísticas e armazém geral.

To Top