Geral

Cônsul americana participa de roda de conversa em Niterói com alunas do Projeto Mulher Líder

Nesta quarta-feira (23), mulheres que fazem parte do Projeto Mulher Líder da Prefeitura de Niterói participaram de uma roda de conversas com a Cônsul Geral dos Estados Unidos, Jacqueline Ward. O projeto foi lançado em outubro após a Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim) ganhar o prêmio do edital do Consulado Americano – Federal Assistance 2021 de 19.655,18 mil dólares (cerca de R$ 109 mil). O Projeto Mulher Líder visa oferecer oportunidade de capacitação para 120 mulheres na área do empreendedorismo.

A secretária da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres, Fernanda Sixel, conta que a Codim existe há 19 anos com a principal missão do enfrentamento às violências contra as mulheres. “Investir na capacitação das mulheres possibilita sua emancipação e autonomia financeira. Para além de receberem acolhimento e fortalecimento nos nossos equipamentos, estamos possibilitando portas de saída do ciclo da violência, renovando a esperança e a construção de uma nova trajetória em suas vidas”, destacou Fernanda.

No dia do lançamento do projeto, a Cônsul esteve na cerimônia e destacou que o projeto Mulher Líder se alinha aos temas prioritários da missão americana no Brasil, como o empoderamento feminino, inovação e ascensão social. “Foi um prazer voltar a Niterói. Participei do lançamento do Projeto Mulher Líder há cinco meses, mas para mim é importante sempre escutar as histórias das participantes. Esse tema é prioridade no consulado e para mim também”, disse Jacqueline Ward.

A metodologia do projeto atende a, pelo menos, quatro itens propostos no edital como Igualdade de gênero – Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas; Trabalho decente e crescimento econômico – Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos; Indústria, Inovação e Infraestrutura – Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação; e Redução das Desigualdades.

Depois da roda de conversa, as alunas participaram de aula sobre Habilidades Socioemocionais, Módulo 1 do curso, com a psicóloga Carla Fellows. O Projeto Mulher Líder teve o início das aulas em fevereiro. Até o fim do ano, serão quatro turmas de 30 alunas, duas por semestre. A aula inaugural aconteceu no Caminho Niemeyer, onde as mulheres receberam um kit com material complementar. Os cursos têm duração de quatro meses. As disciplinas incluem ensino à distância e presencial e abrangem as competências de liderança, planejamento estratégico, gestão financeira, inovação, programação, marketing digital entre outras.

O Projeto Mulher Líder está alinhado ao Plano Estratégico de Niterói e colabora com a possibilidade de transformar a realidade dos lugares onde as mulheres residem a partir da ação direta de uma liderança empoderada e capacitada. Essa proposta vai ao encontro de uma cidade próspera e dinâmica, com promoção da inclusão social e permitindo que os cidadãos menos favorecidos tenham a oportunidade de fazer parte da geração de renda da cidade, por meio da construção de capital intelectual nas áreas conectadas aos pontos fortes econômicos locais, oferecendo oportunidades iguais.

To Top