PM é preso após tentativa de sequestro em Icaraí
Polícia

PM é preso após tentativa de sequestro em Icaraí

Um policial militar teria perseguido e tentado sequestrar um jovem estudante de 23 anos nesta segunda-feira (20), em Icaraí, Zona Sul de Niterói. O caso aconteceu na Rua Joaquim Távora, quando o jovem foi abordado e tentou se esconder em uma banca de jornais, e acabou levado por um grupo de cinco homens. No vídeo que circula nas redes sociais, registrado por uma câmera de segurança da banca de jornal, é possível ver que enquanto um cliente realizava uma compra e efetuava o pagamento na máquina de cartão, a vítima entra correndo para dentro da banca onde tenta se esconder enquanto é perseguida por um homem vestindo roupas pretas e boné. Assista ao vídeo abaixo:

De acordo com informações da polícia o suspeito é um policial militar. Na filmagem é possível ver uma intensa luta corporal entre os dois, sendo que a vítima acaba imobilizada e levada pelo homem de preto.

Policiais do programa Segurança Presente foram acionados e fizeram buscas para encontrar os envolvidos. A vítima foi localizada em um outro local de Niterói e foi levada para a 77ª DP (Icaraí) para registrar boletim de ocorrência. À polícia, o jovem afirmou que estava junto a um amigo no local do crime quando os ocupantes do carro foram a seu encontro e começaram a agredi-lo sem motivo aparente.

Já o acusado do crime foi localizado em um carro, na Avenida Roberto Silveira. Após a abordagem ao veículo, os suspeitos foram levados à 76ª DP, onde foi registrado o caso. Depois, a vítima também foi levada à 76ª DP, no Centro.

Ainda não se sabe ao certo o que motivou a briga, mas, de acordo com informações da Polícia, os envolvidos são da Zona Oeste do Rio de Janeiro e afirmaram terem vindo a Niterói para “resolver uma pendência com o jovem”.

Além do policial acusado, haviam outras quatro pessoas no veículo (além de um revólver, celulares e máscaras). O policial militar acabou sendo preso e conduzido à Unidade Prisional da Polícia Militar (UPPM), em Niterói. Em sua carteira funcional, constava que ele estava inapto a ter porte de armas. O policial seria lotado do 41ª BPM (Irajá).

A vítima realizou exame de corpo de delito, prestou depoimento e foi liberada. Os demais envolvidos na ação também foram ouvidos e foram dispensados. A polícia segue apurando o caso.

To Top
Secured By miniOrange