Carlos Jordy: "Viva Rio não poderia celebrar contrato para prestar serviço para a Prefeitura de Niterói" - Niterói
Cidade

Carlos Jordy: “Viva Rio não poderia celebrar contrato para prestar serviço para a Prefeitura de Niterói”

O Deputado Federal de Niterói, Carlos Jordy, divulgou em sua rede social um levantamento onde apurou que a Viva Rio não poderia celebrar contrato para prestar serviço para a Prefeitura de Niterói. Jordy informou que encaminhará as informações ao Ministério Público para ajudar na apuração do fato. Confira o conteúdo na íntegra da postagem do deputado:

“Fizemos um levantamento criterioso sobre a Viva Rio, empresa contratada pela Prefeitura de Niterói por 58.6 milhões de reais para operacionalização do hospital oceânico.

A organização foi punida pela Prefeitura do Rio de Janeiro em outubro de 2018 com multa de mais de 23 milhões e o impedimento de contratar com a Administração Pública por 2 anos, por má gestão de contrato de saúde.

‪De acordo com o art. 39, inciso V, alíneas a e c, da Lei 13.029/14 (Marco Regulatório das Organizações Sociais Civis) a organização fica impedida de celebrar qualquer modalidade de parceria com o Poder Público prevista nesta lei.‬

‪E foi com base nesses dispositivos que o TCE inabilitou a Viva Rio (que recorria de inabilitação e teve pedido indeferido) num chamamento público da Prefeitura de Niterói para gestão administrativa dos Espaços Nova Geração (ENG), valor de R$ 16.358.678,71. Processo TCE-RJ n° 211.602-0/19.‬

‪Por essa razão, de acordo com decisão do TCE, amparada na legislação vigente que rege as contratações com o Poder Público e lei das organizações sociais, a Viva Rio não poderia celebrar contrato para prestar serviço para a Prefeitura de Niterói. Encaminharei as informações ao Ministério Público para ajudar na apuração do fato.

Isso não é fakenews, é a verdade que acontece nas sombras e que muitas vezes não chega até o cidadão!”

Conteúdo postado pelo Deputado.

Conteúdo postado pelo Deputado.

Foto: Douglas Santos / Arquivo / cidadedeniteroi.com

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top