Unilasalle apresenta obras de artista mexicano em exposição inédita - Niterói

Unilasalle apresenta obras de artista mexicano em exposição inédita

Siga o Instagram que mais cresce em Niterói! Link: @cidadedeniteroi

A Galeria La Salle, espaço cultural do Unilasalle-RJ, apresenta neste mês a exposição “En búsqueda del Artista”, em uma tradução livre “Em busca do artista”, do mexicano Luis Alberto Morales Ramírez. A mostra ocorre de forma virtual, podendo ser acessada gratuitamente pelo site http://galeria2.unilasalle.org/ .

Luis Alberto possui 24 anos, é artista plástico e restaurador de obras de arte, estando imerso neste universo há nove anos. “As obras do artista expressam a cultura mexicana em consonância com a espiritualidade, a partir de sua passagem pelo seminário e da pesquisa desenvolvida acerca do catolicismo. A arte nos leva à transcendência enquanto repertório de imagens e nos conecta com o divino”, explica Angelina Accetta, coordenadora do Núcleo de Arte e Cultura do Unilasalle-RJ.

Por meio de suas criações, de palestras e cursos, o jovem artista tem se destacado como promotor da arte sacra e difusor da conservação de peças. Entre as oportunidades que abraçou está o Festival da Juventude, evento organizado pelas Escolas de Ensino Médio do sudeste do México, conseguindo a primeira colocação na área, estado e região sul-sudeste (categoria pintura a óleo). Em 2016, ele criou o mural “A História do Seminário” para o Seminário Mayor San José de la Diócesis de Veracruz, e no ano passado participou do IV Fórum de Arte realizado pelo grupo INDIVISARTE, da Universidad La Salle Saltillo, em parceria com o centro universitário de Niterói.

A Galeria La Salle promove o intercâmbio cultural com o México desde 2017, quando Angelina assinou um convênio com a Universidad De La Salle Bajío, levando obras de exposições realizadas no caminho cultural do Unilasalle-RJ para o Museu Universitário daquela instituição. “Buscamos desde então nos aproximar da cultura de um dos países que mais possui instituições lassalistas no mundo”, conclui a coordenadora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *