Quais são os melhores investimentos para uma carteira de ativos com boa rentabilidade, num cenário de incertezas? – Por Marcos Paulo Curcio

COLUNA INVESTIDOR ANTENADO

“Sempre Faça o que é certo e inteligente no longo prazo, independentemente da sabedoria convencional” – Neal Aronson (Fundador da Roark Capital)

Marcos Paulo Curcio

O ambiente de incertezas e maior turbulência nos mercados financeiros globais, por conta da pandemia do coronavírus, não tem tirado o otimismo do novo investidor de Varejo, que tem puxado a valorização dos ativos, principalmente os de Renda Variável. Ao mesmo tempo, portfólios extremamente concentrados têm sido responsáveis por elevar a volatilidade dos ativos em geral, desconsiderando, muitas vezes, os resultados atuais já fortemente impactados e o futuro ainda desconhecido de empresas.

No Brasil, com os riscos fiscais em alta, taxas de juros nas mínimas históricas, Bolsas de Valores nas máximas e dólar já bastante alto, pontuo algumas opções para a composição de uma carteira de investimentos de longo prazo:

1)Fundos de Investimentos posicionados em Bolsas de Valores;

2)Fundos Imobiliários;

3)Fundos de Investimentos em participações (FIPs), com foco em infraestrutura;

4)Precatórios e direitos creditórios, onde um ente público é o devedor.

Minha sugestão seria um mix destas opções, considerando 50% em precatórios e 12,5% para cada uma das outras opções, visto que os precatórios ainda estão com deságios muito elevados e são ativos de crédito com garantia pública de quitação, tendo o ano de 2024 como data limite definida pela emenda 99, gerando previsibilidade, ao contrário dos Fundos de Investimentos.

Segue o link que trata da emenda: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc99.htm

Desta forma, o investidor antenado às grandes mudanças, num cenário de incertezas, pode garantir uma rentabilidade consistente ao longo dos próximos anos.

Marcos Paulo Curcio é especialista no mercado financeiro, com grande expertise em produtos financeiros. Possui 30 anos de atuação em instituições financeiras e bancos de investimentos, como no Banco Prosper S/A – RJ, sempre focado na gestão da área comercial. É agente autônomo de investimentos autorizado pela Comissão de Valores Mobiliários desde 2006 e CEO da Multiplx, empresa especializada em cessão de direitos creditórios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *