O primeiro encontro de 2020 do Clube da Cachaça aconteceu na Família Paludo

O psicólogo Marco Aurélio Souza deu dicas de como manter a saúde mental feminina

O primeiro encontro de 2020 do Clube da Cachaça foi memorável.  Mais de 50 mulheres, ávidas em saber mais sobre a saúde mental feminina, se reuniram no restaurante Família Paludo, na última semana, em um clima descontraído e alegre. O convidado da vez foi o psicólogo Marco Aurélio Souza, que deu um show de conhecimento e mostrou que hábitos como uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos são fundamentais para obter o equilíbrio e, consequentemente, a saúde física e mental. Ele alertou também que às vezes em nossas vidas, devido aos ciclos e mudanças constantes, podemos necessitar de ajuda de um profissional.

Mais sobre a campanha Janeiro Branco

A escolha do mês de janeiro tem lógica. Segundo a campanha, o período de fim de ano e início de um novo pode causar ou aumentar a ansiedade pela frustração de não ter cumprido metas ou anseio por mudanças. O Clube da Cachaça apoia que a saúde mental seja fortalecida e disseminada na sociedade, com desmistificação de crenças populares sobre o assunto. Ano novo, vida nova. Ano novo, mente nova.

Clube da Cachaça- só para elas

Provando que cachaça é sim bebida feminina e que o lugar de mulher é em qualquer lugar, o Clube da Cachaça – só para elas chega em 2020 reunindo amigas para falar, pela segunda vez, sobre saúde mental. Idealizado pela cerimonialista Cacau Dias, o Clube da Cachaça tem como objetivo promover encontros, em formato de talk show, com temas atuais e variados, sempre com um homem como entrevistado. Entre os convidados que já participaram do clube estão: o escultor Rodrigo Saramago, o arquiteto Alexandre Magno, o artista plástico César Coelho Gomes, o pesquisador cultural André Diniz, o diretor do MAC Marcelo Velloso, o cirurgião-dentista Gelson Carneiro, o cachacier Ângelo Mello, o idealizador do Outubro Rosa Niterói Paulo Gonçalves, o psicólogo Marco Aurélio Souza, o farmacêutico Gabriel Alves, o cirurgião plástico José Augusto Peçanha, o arquiteto Ricardo Campos, o consultor imobiliário Oscar Motta, o cirurgião-dentista Eduardo Picanço.

Após dois anos, o Clube da Cachaça – só para elas hoje já tem um grupo fixo de “cachaceiras”, que sempre estão presentes, além de novas integrantes que agregam cada vez mais charme e beleza ao evento. “Estamos provando que a cachaça pode ser sim uma bebida feminina, além de valorizarmos um produto tipicamente brasileiro e tão bom. Além disso, saímos da rotina, com um momento só nosso, com bate-papo agradável, moderno e regado a uma boa pinga. Estou muito feliz e orgulhosa em ser idealizadora desse projeto. Vida longa ao Clube da Cachaça”, conta Cacau Dias.

O Clube conta com o apoio do empresário Miguel Paulenak, proprietário da marca “Rei da Cachaça”, localizada em Niterói – RJ. Que é uma multimarcas de cachaças de todo o Brasil e vende a varejo e atacado para restaurantes, hotéis e etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *