Mostra abre com chave de ouro as comemorações dos 105 anos dos Correios

Ao som da apresentação da Orquestra Niterói Strings e de um belíssimo sax de Matheus Freitas, aliando o clássico ao contemporâneo, foi aberta, na tarde dessa quinta-feira, dia 10 de outubro, a nona edição do ENTREARTES. Sediada no belíssimo prédio dos Correios, no Centro de Niterói, a mostra uniu em um mesmo espaço o arquiteto e lighting designer Widimar Ligeiro, a artista Duda Oliveira e também a artista Bia Câmara Torres.

Essa edição do ENTREARTES acontece no mês em que o imponente Espaço Cultural Correios Niterói, que já foi chamado de Palácio no passado, comemora seus 105 anos de fundação. Mas, a comemoração é dupla, pois foi justamente quando completou 100 anos, em 2014, que o prédio se tornou um Espaço Cultural, abrigando as mais inovadoras exposições.

Exposição “Modernidade Líquida” por Duda Oliveira

Inspirada no sociólogo Zygmunt Bauman, as esculturas criadas por Duda Oliveira estão centradas na proposta de discutir o impacto da sociedade de consumo na natureza e, sobretudo, as relações interpessoais e do homem com o tempo. Dessa forma, o título conferido ao conjunto de trabalhos não poderia ser mais propício do que “Modernidade Líquida”, pois, assim como Bauman, exerce a preocupação da artista com a fragilidade dos laços humanos.

Exposição “Arte Interativa” por Widimar Ligeiro

E as obras “conversam” perfeitamente com o ambiente criado por Widimar Ligeiro, que promove uma sinergia das peças do mobiliário rústico de fibra sintética com o paisagismo e a delicadeza das flores. Projetado na varanda desse majestoso prédio dos Correios o resultado é um ambiente sofisticado, confortável e de extrema delicadeza, que agrada aos olhares mais sensíveis. Como explicou muito bem o arquiteto, a ideia é fazer um convite aos niteroienses para desfrutarem dessa área de convívio, revelando todo o seu aconchego.

Cacau Dias, Denise Anne, Andrea Medeiros, Duda Oliveira, Claudia Chianello e Rosangela Brandão.

Palácio dos Correios

Nascido de uma reivindicação da população de Niterói naqueles idos 1900 que desejavam uma melhor estrutura para os Correios e Telégrafos, o prédio projetado pelo arquiteto italiano Antonio Vannini foi um presente do governo da época, inaugurado de 1914. Ao longo dos anos sua estrutura arquitetônica passou por várias obras que alteraram alguns detalhes do projeto original. Entretanto, a partir dessa última reforma, com investimento de R$ 16 milhões, foram recuperadas algumas características relevantes da arquitetura do passado.

De estilo eclético, o prédio abriga desde 2014, por ocasião de seus 100 anos de fundação, um Espaço Cultural, com salas de exposição, sala histórica e um auditório, destinado à realização de eventos musicais, seminários e todo privilégio de ações culturais que contemplem os niteroienses. E, agora tem os seus 105 anos, contemplados com a proposta do ENTREARTES de criar uma ambientação na varanda do prédio que, até então, nunca havia recebido uma exposição desse gênero. O resultado foi um rico aproveitamento de um local privilegiado do prédio, com vista panorâmica para a Baía de Guanabara.

ENTREARTES – O projeto

Vislumbrando as grandes cidades mundiais onde a cultura se espalha por cada canto, seja dentro dos circuitos tradicionais, galerias alternativas ou nas próprias ruas, o projeto ENTREARTES se lançou em Niterói, em 2017, visando fomentar a arte na cidade. Idealizado pela Equipe Cacau Dias, o projeto traz a união de artistas dos mais diversos segmentos, espalhando talento, beleza e arte fora dos espaços comuns. Ao completar um ano, o coletivo passou a abrir espaço para a participação de artistas portadores de deficiência, promovendo a inclusão. A primeira expositora foi a deficiente auditiva Bia Câmara Torres, que é também a convidada especial dos artistas da 9º edição do ENTREARTES.

O projeto é itinerante e já embarcou em diferentes espaços da nossa cidade. A primeira edição foi realizada em um Galpão na Ponta D’Areia, enquanto na segunda o local escolhido foi o Solar do Jambeiro. Na sua terceira edição, o shopping mais badalado da cidade, o Plaza, também sediou a mostra. Já a quarta ocorreu na reinauguração do Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, em homenagem aos 25 anos de Rodrigo Saramago. A quinta teve como sede a Sala de Cultura Leila Diniz, enquanto a sexta edição retornou ao Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, com a “Exposição Eu AMO Niterói”. Na sua sétima edição, pela segunda vez, teve como cenário o fantástico Solar do Jambeiro.  Em agosto de 2019, o 8º ENTREARTES estreou em um dos monumentos arquitetônicos mais icônicos da nossa cidade: o Museu do Ingá. Agora, em sua 9ª Edição homenageia um dos prédios mais bonitos da cidade.

 

Serviço:

Exposição Comemorativa dos 105 do Palácio dos Correios – Niterói

Visitação: de 11 de outubro a 14 de novembro

Horário: de segunda a sábado, de 11h às 18h

Finissage:  14 de novembro de 2019 quinta-feira.

Horário: 13h às 18h.

Local: Espaço Cultural dos Correios Niterói.

Av. Visconde do Rio Branco, 481 – Centro – Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *