Assista: Documentário sobre a Fortaleza de Santa Cruz da Barra

Conheça a importância histórica deste forte para o país

Em 1555, Villegaignon improvisou uma fortificação para a defesa da entrada da Baía de Guanabara. Tomada por Mem de Sá dois anos mais tarde, foi ampliada e recebeu o nome de “N. Sra. da Guia”, origem da Fortaleza de Santa Cruz. Com uma área construída de 7.153 m², passou por reformas e teve seu poder de fogo ampliado por ordem do vice-rei Conde de Cunha, visando proteger o embarque do ouro de Minas Gerais, feito no Porto do Rio de Janeiro.

A Fortaleza de Santa Cruz participou de momentos importantes da história do Brasil, impedindo invasões francesas e holandesas. Enquanto presídio, recebeu figuras ilustres como José Bonifácio, Bento Gonçalves e Euclides da Cunha.

Durante a Revolta da Armada, lutou contra o Forte de Villegaignon. Em 1922, na Revolta Tenentista, disparou contra o Forte Copacabana. Seu último disparo, contra cruzador Tamandaré, foi dado em 1955.

Com parte de sua área tombada, em 1939, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a Fortaleza de Santa Cruz da Barra é considerada um dos mais valiosos exemplares da arquitetura militar luso-brasileira e eleita, no ano de 2010, uma das Sete Maravilhas da cidade de Niterói.

A Fortaleza de Santa Cruz da Barra está aberta para a visitação de civis e militares. A beleza de suas construções e sua impressionante arquitetura transportam os visitantes da fortificação por quase cinco séculos de história do Brasil, percorrendo 7.153 metros em uma perfeita sala de aula a céu aberto.   

A Capela de Santa Bárbara, de pedra fundamental datada de 1612; os canhões dos séculos XVIII, XIX e XX (a maior coleção de canhões Whithworth do mundo); o Paiol Imperial e os demais 12 pontos dão suporte ao circuito de visitação que ocorre em grupos guiados por um militar da Fortaleza, com saída do Portão Colonial.

Visita Guiada:
Roteiro turístico que engloba um passeio ao interior da Fortaleza de Santa Cruz da Barra, de aproximadamente 1 (uma) hora de duração, percorrendo pontos históricos que colocam o visitante em contato com mais de 400 anos da história do Brasil.

 

Agendamentos:

Visitas de grupos escolares, empresas e instituições diversas – agendafscb@gmail.com

Concessão de espaço para eventos e ensaios fotográficos – eventosfscb@gmail.com

 

Horário de visitação:

ATENÇÃO !

De TERÇA à DOMINGO – Horários da visitação: 09:00, 09:30, 10:00, 10:00, 11:00, 11:30, 12:00, 13:00, 13:30, 14:00, 14:30, 15:00, 15:30 e 16:00.

Duração de aproximadamente 1 hora.

Preço:
R$ 6,00 – Inteira (entre 22 e 59 anos de idade);

R$ 3,00 – Meia entrada (pessoas até 21 anos de idade, estudantes com carteirinha estudantil, militares – e familiares diretos – da Marinha, da Aeronáutica, da Polícia Militar e dos Bombeiros);

Isentos – Crianças até 12 anos, Idosos a partir de 60 anos, Militares do Exército e seus familiares diretos; Pessoas com necessidades especiais; Estudantes e Professores da Rede Pública de Ensino (mediante Ofício da Diretora para a FSCB) e Antigos Combatentes da 2ª Guerra Mundial (Veteranos da FEB e do Batalhão de Paz).

 

Horários de ônibus até a FSCB

Linha 33 – Viação Miramar

Saindo do Terminal Rodoviário de Niterói:

SEG à SEX: 05h30, 05h50, 06h10, 06h20, 11h00, 12h00, 12h30, 16h30, 17h00, 17h30, 20h00.

SÁB, DOM e FER: 05h30, 07h00, 08h30, 10h00, 11h30, 13h00, 14h30, 16h00, 17h30.

Fonte: EBC / Agência Brasil / TV Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *