Política

O bolo de apostas na sucessão de Niterói

Rodrigo Neves, Carlos Jordy, Talíria Petrone e Felipe Peixoto

Houve até “bolos de apostas” neste clima de sucessão em Niterói de quem seria o candidato a prefeito no grupo que está no poder, se Axel Grael, o prefeito, ou o Secretário Executivo e ex-prefeito Rodrigo Neves, ambos do PDT. Durante meses, o assunto teve várias conjecturas: “Rodrigo brigou com Axel”, “Bagueira brigou com Axel”, “Fernanda Sixel será a vice “, “Rodrigo vai deixar o PDT”, “Bagueira será prefeito por 7 meses”. Com isso, a sucessão, pelo menos, na mídia, esvaziou o discurso da oposição e dos adversários.

O PSOL anunciou Talíria como sua pré-candidata; o deputado federal Quaquá do PT fez ensaios com a deputada estadual por Niterói, a petista Verônica Lima e com a deputada federal do PSOL, Talíria Petrone como suas pré-candidatas. Talíria continua como pré-candidata do PSOL mas não se sabe se continua com apoio de Quaquá.

Do outro lado da oposição, com raros posicionamentos, foi anunciado que Carlos Jordy será o candidato a prefeito da cidade pelo partido União. É o mais provável. Seu nome foi noticiado como um dos mentores do ato golpista de 8 de janeiro e a Polícia Federal bateu em sua porta numa ação de busca e apreensão da Operação Lesa Pátria.

Depois da série de desdobramentos políticos e os “disses-me-disses” de bastidores sobre a sucessão de Niterói, o PDT estadual e municipal fechou o acordo com o PT estadual e municipal, reaproximou ainda mais deputada Verônica para o grupo progressista do poder em Niterói e foi definido o nome para a sucessão. Tudo selado e definido entre os dois protagonistas políticos da cidade, o atual prefeito Axel Grael e o ex Rodrigo Neves e seus aliados.

Axel mostra a sua estatura, amadurecimento e grandeza de gestor e político, afirmando que não é pré-candidato e sim seu amigo Rodrigo Neves. Assim foi a chegada consagradora aos dois no prédio do Diretório do PDT, onde estiveram presentes, o deputado estadual Vitor Junior do PDT e Verônica Lima do PT, além de representantes dos partidos e do presidente da Câmara, Milton Cal e do vice-prefeito Paulo Bagueira.

Axel Grael segue no ritmo de transformar cidade num modelo de Sustentabilidade, com tantos investimentos e realizações como abertura dos parques, da Ilha da Boa Viagem, do Mercado Municipal, e na área ambiental no Caminho do Ecoturismo, um nicho de mercado do Turismo que mais se fortalece e cresce no mundo. E, sem dúvida, tem muito a contribuir como deputado federal e na condição de prefeito coordenando a COP 30.

Brizola, o político que faz falta | Em 1961, Brizola ganhou atenção nacional ao criar a Campanha da Legalidade, em defesa da democracia e do direito de seu cunhado, o vice-presidente João Goulart, ser empossado presidente da República. Depois ficou pouco tempo nos EUA e depois foi para o exílio em Portugal.

O estado do Rio de Janeiro foi governado duas vezes por Leonel Brizola. O primeiro governo teve início em março de 1983 e término em março de 1987 e o segundo se iniciou em março de 1991 e findou em abril de 1994. Em 1979, com anistia, retorna ao Brasil e tenta restaurar o PTB mas foi impedido e cria o PDT.

Em 1982, Brizola concorreu a governador do Rio de Janeiro na primeira eleição livre e direta para o governo carioca desde 1965. Darcy Ribeiro foi seu candidato a vice-governador. Enfrentou a TV Globo pelo escândalo da Proconsult, empresa em dobradinha com a Globo que tentou fraudar a eleição a favor de Moreira Franco.

    Darcy Ribeiro e Leonel Brizola

Brizola foi governador por duas vezes e se torna o governador mais popular da história política do RJ. Com Darcy Ribeiro implanta os Centros Integrados de Educação Pública (CIEPS), ousada política educacional com escolas abertas em tempo integral, alimentação e atividades recreativas e culturais aos estudantes. Projeto arquitetônico elaborado por Oscar Niemeyer.

Seu governo também implanta o Projeto Uma Luz na Escuridão e Cerj Rural. O primeiro levando luz para favelas e comunidades, a custo zero e o segundo para pequenos e médios produtores. E ainda: Em 1983, cria o Sambodromo, projeto também de Niemeyer. A marca registrada do Sambódromo é a Praça da Apoteose, onde existe o Museu do Samba. No espaço também funcionam dois CIEPs de Educação Infantil (desde 1984), uma creche e uma escola de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Pós Brizola, Moreira Franco e Marcelo Alencar destruíram os CIEPS.

Brizola, que completaria 102 anos, no dia 22 de janeiro. De tantos legados, uma citação histórica e cirúrgica:
“A educação é o único caminho para emancipação do homem”.

Rodrigo Neves na frente | Pela pesquisa do Instituto Gerp, Rodrigo Neves (PDT) venceria no primeiro turno entre 40% e 46% das intenções de votos, se as eleições fossem hoje. A segunda colocação ficaria com Carlos Jordy (PL), oscilando entre 12% a 14%. Já Talíria Petrone (PSOL e Felipe Peixoto (PSD), estão empatados com 10%. A pesquisa foi registrada no TSE sob o número RJ – 05159/2024.

OAB no processo eleitoral | Com a diretoria dividida, a OAB-Niterói já está em fase pré-eleitoral de disputa de novo presidente e diretoria. O atual presidente é candidato à reeleição mas dois nomes já circulam como pré-candidatos, com ex-presidente e o advogado Paulo Monteiro.

To Top