Polícia

PF nega nova delação no caso Marielle Franco

Marielle Franco | Arquivo

A Polícia Federal (PF) divulgou uma nota na noite desta terça-feira (23) informando que, até o momento, apenas uma delação premiada foi realizada nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A delação em questão é a do ex-policial militar Élcio de Queiroz, responsável por dirigir o carro utilizado no crime.

Os detalhes dessa delação foram revelados ao público em julho do ano passado e são os únicos confirmados pela PF até o momento. A manifestação da PF ocorre em resposta a publicações da imprensa que afirmam que o ex-policial militar Ronnie Lessa teria aceitado um acordo de delação premiada com a Polícia Federal, fornecendo informações que apontam o mandante do crime.

 

“A Polícia Federal informa que está conduzindo há cerca de onze meses as investigações referentes aos homicídios da vereadora Marielle Franco e de Anderson Gomes. Ao longo desse período, a Polícia Federal trabalhou em parceria com outros órgãos, notadamente o Ministério Público, com critérios técnicos e o necessário sigilo das diligências realizadas. Até o momento, ocorreu uma única delação na apuração do caso, devidamente homologada pelo Poder Judiciário. As investigações seguem em sigilo, sem data prevista para seu encerramento. A divulgação e repercussão de informações que não condizem com a realidade comprometem o trabalho investigativo e expõem cidadãos.” diz a nota da PF.

To Top