Geral

Ponto Sustentável retira por mês quase uma tonelada de resíduos em Niterói

lucas 1 (1)

Foto: Lucas Benevides

O Projeto Ponto de Entrega Sustentável (PES) que foi implantado há cerca de três meses na comunidade do Buraco do Boi, no Barreto, Zona Norte de Niterói, e que através de Moeda Social Recicle estimula a coleta seletiva e em troca jovens ganham créditos para aulas, já rendeu os primeiros frutos. Adolescentes da localidade que tem cerca de 7 mil famílias já participaram de aulas de Exel e Word o que futuramente poderá ajudar na conquista do primeiro emprego. O projeto já está tendo tanto sucesso e envolvimento da comunidade que já estão sendo recolhidos cerca de uma tonelada de resíduos por mês .

A iniciativa, pioneira no país, estimula a participação da população na coleta seletiva em troca de créditos que deverão ser usados exclusivamente em atividades educacionais e culturais, como por exemplo, ter acesso às aulas para Ensino de Jovens e Adultos(EJA), lutas marciais e passeios culturais.

O programa é uma parceria entre a Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), o Instituto Léo Solidário, a Federação das Cooperativas de Catadores (Febracon), a Associação de Moradores do Maruí Grande e a E-ambiental, empresa especializada na tecnologia reversa de resíduos. “Este curso foi importe porque vai nos ajudar a ter mais oportunidades de trabalho e melhorar nosso currículo”, disse Rafael Teixeira de Araújo, 13 anos, um dos estudantes a concluir o curso que mora desde que nasceu na comunidade.

O professor Lucas César é voluntário da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) no projeto e destacou a importância desse tipo de iniciativa para a formação e para dar oportunidade a jovens de diversas idades. “Tenho muito orgulho de ser voluntário neste projeto como professor dos cursos de Excel e Word. Com esta moeda estamos ajudando a formação desses jovens e estimulando neles, a consciência ambiental” declarou Lucas César .

Além de benefícios em relação a educação e cultura, o programa tem contribuído para a questão ambiental. Desde sua implantação, há três meses, com a participação dos moradores, a Clin tem conseguido retirar por mês, cerca de uma tonelada de resíduo da comunidade.

“Temos a satisfação da nossa empresa colaborar com ações que possam gerar conhecimento e prosperidade no cotidiano da comunidade, além de estarmos focados na melhoria do meio ambiente, dando oportunidade para que os resíduos sejam destinados de forma correta, priorizando a saúde, a qualidade de vida e a sustentabilidade”, destacou o presidente da Clin, Luiz Fróes.

O Projeto Ponto de Entrega Sustentável ( PES )consiste em os moradores separarem em suas residências seus resíduos recicláveis e realizarem sua entrega voluntária. Com isso recebem uma bonificação, em formato de moeda social sustentável, chamada “Recicle”, onde trocam por atividades.

A Clin, gestora dos resíduos sólidos do município de Niterói, tem como responsabilidade a implantação de contêineres e tendas que servem de base operacional para armazenamento dos resíduos recicláveis e cooperativa de catadores.

O Instituto Léo Solidário é o responsável pela emissão da Recicle, moeda social que será usada pelos moradores em troca de acesso às aulas de Educação para Jovens e Adultos (EJA), aulas de Jiu-Jitsu, além de passeios culturais e outros diversos produtos.

A Febracom tem como responsabilidade a administração e operacionalização do PES, captando moradores da comunidade para trabalhar na cooperativa, recebendo os resíduos recicláveis doados pelos moradores e distribuindo os cartões Recicle emitidos pelo Instituto.

To Top