Saúde

Hospital Municipal Oceânico de Niterói atinge a marca de 2 mil cirurgias

Foto: Pedro Conforte

Mais de 2 mil cirurgias foram realizadas pelo Hospital Municipal Oceânico Dr. Gilson Cantarino em 2022. Referência no combate a Covid-19, no ano passado, com a queda dos casos, a unidade se estabeleceu como parte integrante da saúde pública de Niterói e abriu seu centro cirúrgico em março.

Em dezembro foram realizadas 248 cirurgias que somadas aos demais meses, totalizaram 2.062 pessoas operadas, uma média de sete cirurgias por dia. A unidade é administrada pelo Viva Rio desde sua criação, em 2020. “A ampliação da vacinação e a queda dos casos graves da Covid-19 permitiu que mudássemos os setores do hospital para receber o centro cirúrgico, proporcionando mais uma opção para a população de Niterói coberta pelo SUS. Olhando para o que passamos desde a abertura do hospital, em abril de 2020, e agora, com a mudança de perfil da unidade, só consigo ficar orgulhosa e grata por todos os profissionais que fizeram parte dessa história”, contou Gisela Motta, diretora do Hospital Oceânico.

Foto: Pedro Conforte

A nova fase da unidade iniciou seu trabalho com duas especialidades, em 3 de março de 2022, quando aconteceu a primeira cirurgia. Atualmente o Oceânico possui sete especialidades cirúrgicas: geral, pequenos procedimentos, oncológica, ginecológica, proctológica, urológica e vascular. Segundo a direção do hospital, a previsão é que em 2023 a unidade se consolide como referência em cirurgia oncológica na região. Em 2022 foram realizadas cerca de 200 cirurgias oncológicas na unidade.

José Ricardo Pacheco, o coordenador de Saúde do Viva Rio, lembra que o Hospital Oceânico tem grande importância para a saúde pública de Niterói. “Desde sua criação, vem ampliando sua grade de procedimentos para ser capaz de atender às maiores exigências da rede de saúde da região. O Oceânico tem hoje capacidade resolutiva em patologias cirúrgicas de média e alta complexidade, contribuindo para diminuição de filas de espera.”

O centro cirúrgico está equipado com três salas independentes onde intervenções podem ser realizadas simultaneamente. A estrutura de exames (laboratoriais e de imagens) está à disposição da equipe cirúrgica. Parte da unidade está separada e destinada a pacientes pré e pós operatórios. O hospital também conta com consultórios exclusivos onde o risco cirúrgico é realizado. Todos os exames pré-cirúrgicos são feitos na unidade.

Hospital Oceânico

  • O Hospital Oceânico foi a primeira unidade do estado do Rio de Janeiro exclusiva para o tratamento de pacientes com Covid-19. A prefeitura de Niterói realizou as obras de adequação para receber os primeiros pacientes que começaram a chegar logo depois de sua inauguração, em abril de 2020. Desde sua abertura, centenas de pacientes já passaram pelos seus corredores, totalizando mais de 5 mil altas.
To Top