Cidade

Obras da Ilha da Boa Viagem devem ser entregues no segundo semestre

Foto: Bruno Eduardo Alves

Intervenções incluem o Castelo, a Capela Nossa Senhora da Boa Viagem e o Fortim

O prefeito de Niterói, Axel Grael, e o presidente da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), Paulo Cesar Carrera, vistoriaram, nesta quarta (11/01), as obras de restauração da Ilha da Boa Viagem. As intervenções incluem o Castelo (sede dos escoteiros), a Capela Nossa Senhora da Boa Viagem e o Fortim e a previsão é que sejam entregues no segundo semestre deste ano.

“Fizemos uma vistoria, uma inspeção nas obras. Elas estão avançando bem. Essa é uma obra que requer muito cuidado, a equipe da empresa que está fazendo é muito meticulosa, estuda as soluções ideais para esse trabalho de restauração. Estou muito feliz com o que eu vi. Logo, logo a gente vai estar com uma belíssima alternativa cultural para a cidade e para o turismo. As pessoas que vêm visitar a gente vão poder aproveitar bastante também”, afirmou Grael.

Foto: Bruno Eduardo Alves

Além da pintura e drenagem, o Fortim teve o emboço recuperado e o piso recomposto em terracota. “Futuramente o espaço poderá abrigar vários eventos e exposições, e a vista será uma das mais bonitas da cidade”, contou o presidente da Empresa Municipal de Moradia, Urbanismo e Saneamento (Emusa), Paulo César Carrera.

As intervenções prosseguem na Capela: a fachada frontal e a torre passam por recuperação. Já foram instaladas as partes elétrica, hidráulica e sonora. As portas e o coro também estão restaurados e será instalado o ar-condicionado. Ao lado da igreja, está em andamento o conserto de um poço que se transformará em cisterna, dividida com água pluvial e potável para uso da Ilha.

Foto: Bruno Eduardo Alves

No Castelo, o telhado passou por impermeabilização e a equipe executa o corte da laje para colocação da estrutura metálica. O equipamento será a sede de um museu com uma sala de exposição e, ainda, terá um espaço para uso dos escoteiros e uma cafeteria.

Todo o conjunto arquitetônico da ilha da Boa Viagem é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Devido à importância histórica da área e por seu grande potencial turístico, o município apresentou um projeto ao Iphan, que foi aprovado. A Prefeitura assumiu a obra com recursos próprios, no valor de R$ 5,5 milhões.

Foto: Bruno Eduardo Alves

Também participaram da vistoria os secretários municipais de Obras, Vicente Temperini, e de Ações Estratégicas e Economia Criativa, André Diniz.

Foto: Bruno Eduardo Alves

To Top