Cidade

Prefeitura apresenta plano de prevenção às chuvas de verão em Niterói

Estação começa nesta quarta-feira e é caracterizada por fortes temporais | Foto: Bruno Eduardo Alves

O verão começa nesta quarta-feira (21) e a estação mais esperada do ano traz muito calor e sol, mas também pancadas de chuva. Por isso, a Prefeitura de Niterói apresentou o plano de contingência para prevenir os impactos provocados pelas chuvas de verão em uma transmissão ao vivo nas redes sociais da Prefeitura.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, detalhou o trabalho preventivo, que envolve todos os órgãos do município, para proteger os moradores do aumento considerável do volume de chuva típico do verão. “A nova estação já chega trazendo chuvas intensas em várias regiões do Brasil. Em Niterói não está sendo diferente. Mas estamos nos preparando para enfrentar as adversidades climáticas e lançamos, no final de novembro, um protocolo específico de atuação: o Plano Verão. É importante destacar que o Centro de Monitoramento intensificou as operações e está funcionando 24 horas por dia, sete dias por semana”, afirmou o prefeito.

O secretário municipal de Defesa Civil e Geotecnia, coronel Walace Medeiros, explicou as ações que vêm sendo realizadas para evitar que os temporais típicos do verão causem problemas na cidade. “Estamos desenvolvendo várias iniciativas: antecipamos a limpeza nos canais fluviais, a limpeza de bueiro e de ruas por meio da Companhia de Limpeza de Niterói, Clin. São obras fundamentais para termos uma capacidade maior de resistência frente às tempestades”, declarou coronel, que aproveitou para reforçar a orientação à população para que acompanhe as informações que a Defesa Civil disponibiliza por meio dos canais oficiais, SMS e pelo aplicativo Alerta DCNIT.

“Fornecemos todas as informações necessárias para que os moradores possam se prevenir da chuva. Além disso, realizamos investimentos como a instalação de 46 pluviômetros automáticos que enviam dados em tempo real para o Centro de Monitoramento da Prefeitura, assim como contamos com o sistema de alerta e alarme nas comunidades. Pedimos que os niteroienses fiquem atentos a essas informações pois cidadão informado é cidadão preparado para enfrentar com segurança as chuvas fortes”, ressaltou.

O prefeito Axel Grael reforçou a importância dos voluntários no trabalho de prevenção. Mais de 2600 moradores de comunidades já receberam treinamento da Defesa Civil para atuar em situações de emergência. “Contamos com 142 Núcleos de Defesa Civil, Nudecs, em Niterói. Recentemente capacitamos grupos de idosos para também atuarem como voluntários. Eles tiveram aulas de noções básicas de prevenção e combate ao princípio de incêndio em vegetação, noções básicas de proteção e defesa civil e voluntariado, noções básicas de meteorologia e o sistema de alerta e alarme, saúde do idoso, medidas preventivas, análises de riscos geológico e estrutural, geografia de Niterói e meio ambiente e osteoporose na terceira idade”, contou.

O presidente da Federação das Associações de Moradores de Niterói (Famnit), Manoel Amâncio, ressaltou a importância da participação dos moradores das comunidades no trabalho de prevenção às chuvas e elogiou o trabalho realizado pela Prefeitura. “Temos uma Defesa Civil atuante. Com investimentos em tecnologia e obras de contenção de encostas e outros mecanismos, como o aplicativo em tempo real. Podemos afirmar que segurança que a cidade está preparada para o enfrentamento das intempéries”, elogiou.

O presidente da Emusa, Paulo César Carrera, destacou as medidas que vêm sendo tomadas para tornar a cidade resiliente e preparada para as situações de potenciais riscos climáticos. “Podemos afirmar sem dúvidas que Niterói possui o maior programa de geotecnia em andamento no país. Desde 2013, foram investidos mais de 365 milhões de reais em obras de contenção de encostas. Estamos com 63 obras em andamento, que totalizam cerca de 275 milhões de reais. Estamos licitando mais 45 obras, representando 60 milhões de reais. Se somarmos tudo isso, chegamos a 700 milhões de reais em investimentos de proteção da nossa cidade”.

Essas obras foram executadas a partir de um mapeamento de áreas de risco no município, onde foram levantadas todas as regiões de áreas instáveis. A Prefeitura de Niterói elaborou uma classificação de acordo com o risco de risco de cada localidade para o cronograma das obras. Já foram realizadas intervenções nos bairros do Fonseca, Bonfim, Cubango, Beltrão, Santa Rosa, Viradouro, Grota, Maceió, Estrada da Cachoeira, Largo da Batalha, Caranguejo, São Francisco, Boa Viagem, Ingá, Cafubá, Itaipu, Itacoatiara e Camboinhas.

“Realizamos obras de planejamento tanto na área de contenção de encostas quanto em drenagens. Começamos a elaborar projetos e a executar ações em regiões que passaram mais de 40 anos com alagamentos constantes com qualquer chuva mais fraca”, lembrou o presidente da Emusa.

To Top