Saúde

Dezembro Vermelho: Niterói se empenha na luta contra o HIV

Campanha chama a atenção da população sobre a importância da prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV/Aids | Foto: Bruno Eduardo Alves

No Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado na última quinta-feira (01), começou em todo território nacional o Dezembro Vermelho, Campanha Nacional de Prevenção ao HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis. Para chamar a atenção da população sobre a importância da prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos das pessoas que vivem com HIV/Aids, a Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoverá diversas atividades.

O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, fala sobre a assistência oferecida pelo município.

“Em Niterói, pessoas portadoras de HIV/Aids contam com assistência e tratamento nas unidades de saúde que possuem o Serviço de Atenção Especializado (SAE), bem como cuidados de acolhimento e ações de prevenção. Além disso, o teste rápido é gratuito e está disponível em toda a rede básica de saúde”, conta.

O Hospital Municipal Carlos Tortelly (HMCT), no Centro, é referência para internação e também oferece atendimento ambulatorial para adultos e crianças. Já a internação de crianças e adolescentes são encaminhadas para o Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho, o Getulinho.

Para atendimento ambulatorial de adultos, a população soropositiva conta com a Policlínica Regional Sérgio Arouca, Policlínica Regional do Barreto, Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva, Policlínica Regional da Engenhoca, Policlínica Regional do Fonseca e Hospital Azevedo Lima (HEAL) realizam atendimento apenas do público adulto. Já a Policlínica Regional do Largo da Batalha, Regional de Itaipu e o Hospital Universitário Antônio Pedro atendem também crianças e adolescentes. Gestantes HIV positivo têm atendimento em qualquer um dos SAE existentes, caso haja existência de risco obstétrico causado por outros agravos à saúde das gestantes, elas poderão ser encaminhadas para a Policlínica de Especialidades da Saúde da Mulher Malu Sampaio.

O atendimento das Profilaxias Pós Exposição Sexual (PEP) é realizado em todas as emergências, nos serviços de atenção especializada em HIV/Aids, e quando se trata de caso de violência contra mulheres, também são referências a maternidade municipal Alzira Reis, a maternidade do HEAL e do HUAP; enquanto a Profilaxia Pré-Exposição Sexual (PREP) é oferecida nos serviços de atenção especializada em HIV/Aids das policlínicas municipais (Barreto, Sérgio Arouca, Largo da Batalha, Engenhoca, Fonseca e Itaipu) e do HMCT.

Segundo a coordenadora do Programa de HIV/Aids de Niterói, Márcia Santana, o diagnóstico precoce do HIV, resulta no cuidado e tratamento imediato para garantia de uma melhor qualidade de vida.

“É fundamental garantir os serviços de prevenção, diagnóstico e tratamento do HIV e da AIDS de forma contínua e eficiente. Contudo, isso apenas não é o suficiente, precisamos também reconhecer e enfrentar as desigualdades e vulnerabilidade sociais que impedem as   pessoas de acessar estes serviços.  A violência de gênero, racismo estrutural, estigma, discriminação e pobreza extrema são questões para as quais é necessária uma ação imediata e articulada entre os diversos representações de governo, setor privado e sociedade civil”.

Autoteste – A secretaria também oferta o autoteste, mais uma opção para ampliar e facilitar o diagnóstico de HIV. O exame, que pode ser feito em casa, permite o acesso ao diagnóstico precoce da doença, principalmente para aqueles que precisam ser testados com maior frequência por conta da exposição contínua ao risco de contaminação.

O programa foi implantado no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), localizado na Policlínica Regional Sérgio Arouca, no Vital Brazil, e funciona às segundas, quartas, quintas e sextas, das 8h às 16h30. Essa nova modalidade não substitui a testagem rápida que já é oferecida na rede de saúde da cidade para toda a população.

Seminário – No dia 15 de dezembro será realizado o 20° Seminário ReduSaids Niterói com o tema “Os desafios da Prevenção e do Cuidado nas Políticas de Enfrentamento ao HIV/Aids na Atualidade”. O evento acontecerá no Sesc Niterói, Rua Padre Anchieta, 56- Centro, com início às 9h.

To Top