Polícia

Polícia prende acusado de tentativa de homicídio contra mulher trans em Niterói

Foto: Reprodução

Policiais civis da 76ª DP (Niterói) prenderam o mototaxista Marciano da Silva Marques, de 45 anos, nesta quarta-feira (30/11), pelos crimes de tentativa de homicídio, racismo e injúria por preconceito. Ele é acusado de tentar matar uma mulher trans, Nycole da Silva Pinto, de 26 anos, no Centro de Niterói, no dia 21 de novembro.

Nicole no Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca | Foto: Arquivo pessoal

O suspeito de ter atirado em Nycole foi detido em São Gonçalo, com o apoio de agentes da Polícia Militar. Ele já possuía anotações por roubo, difamação, ameaça e violência doméstica, e havia sido preso duas vezes.

Na delegacia, a vítima reconheceu o autor do crime e o cúmplice. Nycole ficou com uma bala alojada na cabeça. O crime aconteceu na noite da última segunda-feira, na Praça São João, no Centro de Niterói.

O filho dele, um menor de 17 anos, foi apreendido na última segunda-feira (28/11), por fatos análogos aos mesmos crimes. O adolescente já havia sido apreendido, em 2021, por envolvimento com o tráfico de drogas.

A vítima, que estava fazendo um trabalho religioso próximo a um ponto de mototáxi, foi atingida no rosto. Segundo o Setor de Inteligência da delegacia, a motivação do crime foi transfobia e intolerância religiosa. Depois, um dos acusados teria enviado mensagens de conteúdo ofensivo, com viés de intolerância à identidade de gênero dela, por um aplicativo de mensagens. De acordo com Nycole, ela e o filho do autor do crime já haviam se relacionado sexualmente antes e o atirador sabia do fato. A Polícia Civil informou que a ocorrência foi registrada como tentativa de homicídio.

To Top