Em alta

Yoga na Praia, primeiro projeto de aulas de yoga gratuitas e ao ar livre de Niterói, já realizou mais de 60 aulas em 5 anos

Última edição do ano será no dia 4 de dezembro | Foto: @esberardfotos

Com mais de 2.240 pessoas beneficiadas em 5 anos de projeto, o Yoga na Praia, do espaço Dharma Bhumi, veio para ficar em Niterói. Pioneiro no formato em levar aulas de yoga gratuitas, sempre aos primeiros domingos de cada mês, na praia da Boa Viagem, o Yoga na Praia contabiliza histórias e inspiração. Só na última edição do Outubro Rosa, foram mais de 150 participantes, sendo considerado a maior aula de yoga já realizada na cidade. Conversamos com Jorge Carrano, um dos seus idealizadores. Confira a entrevista e já anote na agenda o último Yoga na Praia do ano: dia 4 de dezembro, às 9h.

Foto: @esberardfotos

  • Qual foi a inspiração ao criar o projeto como o Yoga na Praia, pioneiro em Niterói e sem qualquer auxílio?
  • Jorge Carrano: A ideia de fazer aulas abertas e gratuitas na praia surgiu por considerarmos fundamental levar a prática do Yoga ao maior número possível de pessoas. Dizemos que esse é o nosso Dharma, uma palavra em sânscrito que significa “aquilo que sustenta”, “aquilo que deve ser feito”. Muitas pessoas nunca tiveram a oportunidade de experimentar o Yoga, seja porque acham que é caro, seja porque acham que Yoga é ficar de cabeça para baixo. E nenhuma das duas coisas é verdade! Então desse desejo de apresentar a prática a todos é que surgiu o projeto, e tinha que ser na praia, até pela vocação natural de Niterói para prática de atividades ao ar livre. Foi uma ideia da minha sócia, Cristiane Garcia, uma das coordenadoras do Dharma Bhumi.

 

  • Vocês imaginavam que o Yoga na Praia iria tão longe, conectando tantas pessoas com a prática?
  • Jorge Carrano: Na verdade, não (risos). Sabíamos que poderia ser interessante para muita gente, mas imaginar que mais de 2.300 pessoas participariam ao longo desses cinco anos tem sido uma alegria para nós.

 

  • Qual foi o maior desafio que vivenciaram?
  • Jorge Carrano: Foram vários. O primeiro foi pensar numa forma de dar uma boa aula, segura para os participantes, num lugar aberto, sem energia elétrica. E precisávamos de som para a aula. A pandemia trouxe outro desafio gigante, porque durante 5 meses em que o espaço estava fechado e as aulas na praia estavam proibidas, tivemos que transformar o “Yoga na Praia” no “Yoga na Sala”. E cada aula dessa teve entre 80 e 100 participantes. Outro desafio é fazer tudo sem qualquer tipo de apoio.

 

  • E a maior conquista?
  • Jorge Carrano: Os depoimentos que ouvimos dos alunos. São frases como “eu não imaginava que Yoga era tão bom”, “o Yoga salvou minha vida durante a pandemia”, “hoje estou saindo daqui com a alma e o corpo leves” e por aí vai.

 

  • Depois da consolidação do Yoga na Praia, vários projetos – de yoga, bem-estar, pilates etc – também foram para “rua”, em sintonia com o público. Alguns, inclusive até incentivados por órgãos administrativos da cidade. Quais são as maiores lições e inspirações disso para vocês e para o Dharma Bhumi?
  • Jorge Carrano: Achamos ótimo que a ideia se espalhe. Niterói tem uma vocação natural para esse tipo de atividade. Quanto mais gente puder experimentar o Yoga, melhor. Muitos espaços fecharam durante a pandemia e não reabriram. Então, o fato de haver outras iniciativas similares nos faz crer que demos um passo importante para começar esse movimento, já que o Yoga na Praia do Dharma Bhumi é o mais antigo projeto regular de Yoga aberto da cidade, com cinco anos.

 

  • Como vocês pretendem seguir em 2023 com o projeto? Quais são as novidades e perspectivas?
  • Jorge Carrano: Vamos seguir na mesma energia. O calendário de 2023 já está até fechado, e publicado no nosso site. As aulas seguem sendo sempre no primeiro domingo do mês, às 9h, na praia da Boa Viagem. E continuarão a ser totalmente gratuitas. Pensamos em buscar parcerias para nos ajudar com apoios. Não queremos ganhar dinheiro com isso, não é nossa proposta, mas um apoio para brindes, divulgação e outras parcerias são bem-vindos. A próxima aula acontece no dia 4 de dezembro, e aí, vamos?

Foto: @esberardfotos

To Top