Cultura

André Diniz lança mais um livro “Pixinguinha, um perfil biográfico”

André Diniz

André Diniz, gestor, pesquisador cultural, escritor, lança mais um livro da Coleção Culturas Cariocas, agora, o “Pixinguinha, um perfil biográfico”, no dia 3 de dezembro, a partir das 16 h, na livraria Yorúbar, na Cantareira, em São Domingos, em Niterói. Imperdível, pois haverá também roda de samba e choro com o grupo Candogueiro e uma série de músicos convidados como: Silvério Pontes, Chico Alves, Henrique Cazes, Monica Mac, Adriana Dutra, Thiago Cunha, Cacau Campos, Paulão Sete Cordas, Dirceu Leite, Marquinhos Diniz e Inácio Rios.

Maestro, flautista, saxofonista, compositor e arranjador brasileiro. Pelo nome Alfredo da Rocha Vianna Filho quase ninguém o conhece, mas pelo popular apelido que ganhou ainda criança é uma unanimidade no meio musical: Pixinguinha. Autor da célebre composição Carinhoso, de 1917 e tocada até hoje em festas, comemorações e saraus.

Alfredo da Rocha Vianna Filho ou Pixinguinha, nome que mistura o dialeto africano “Pizin Din” (menino bom), dado por uma prima, com “Bexiguinha”, por ter contraído bexiga, foi um dos músicos mais importantes da fase inicial da Música Popular Brasileira (MPB). Com um domínio técnico e um dom de improvisação encontrados nos grandes músicos de jazz, é considerado o maior flautista brasileiro de todos os tempos, além de um irreverente arranjador e compositor.

André Diniz, além de sua qualidade como escritor e pesquisador, mestrado em Memória Social da Música Brasileira na Uni-Rio e doutor em Geografia Cultural na UFF. Foi Secretário de Cultura e presidente da Fundação de Arte de Niterói. Além de vereador, foi Chefe da Representação do Ministério da Cultura no RJ e ES. Já publicou mais de 20 livros.

To Top