Cidade

Primeira Infância é prioridade em Niterói

Há dois anos, a cidade integra a Rede Urban 95 que visa incluir a perspectiva de bebês, crianças pequenas e seus cuidadores no planejamento urbano | Foto: Alex Ramos

A primeira infância, que agrupa crianças na faixa de zero aos seis anos, é uma das prioridades da gestão da Prefeitura de Niterói. Em 2020, o município passou a integrar a Urban95, iniciativa internacional da Fundação Bernard Van Leer, que objetiva formar uma rede brasileira pela Primeira Infância, com a inclusão de olhar para os pequenos cidadãos na hora das tomadas de decisões do planejamento urbano e construção de estratégias para melhorias da cidade. Nesta segunda-feira (21), uma grande equipe de diversas secretarias e representantes da Fundação estiveram reunidos para apresentar os avanços nas ações desenvolvidas pela cidade.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou que a Prefeitura de Niterói está desenvolvendo uma série de iniciativas voltadas para promover mudança de comportamento no cuidado de crianças de 0 a 6 anos. “Essa é uma experiência super positiva na administração pública de Niterói. Essa parceria trouxe esse olhar pensado na perspectiva da primeira infância. Isso parece uma coisa óbvia, mas não é. Abraçamos essa ideia e hoje isso está incorporado na administração ao ponto de trabalharmos na perspectiva com diversas secretarias. Isso costura várias de nossas políticas públicas fazendo com que a questão da primeira infância faça sentido com o urbanismo, com a estratégia de mobilidade sustentável e com todas as iniciativas de obras, infraestrutura da cidade e áreas verdes”.

A Urban 95 é uma iniciativa internacional da Fundação Bernard van Leer que visa incluir a perspectiva de bebês, crianças pequenas e seus cuidadores no planejamento urbano, nas estratégias de mobilidade e nos programas e serviços destinados a eles. Gestores públicos e técnicos recebem apoio e capacitação sobre formas de contribuir com o desenvolvimento integral das crianças a partir da experiência das cidades, identificando e atuando nos territórios onde os bebês e suas famílias estão, em especial aqueles mais vulneráveis.

“Niterói, desde que foi selecionada para compor a Rede Urban 95, passou a ter acesso a uma série de parceiros técnicos e assessorias nacionais e internacionais para que seu urbanismo seja cada vez mais alinhado com a política de primeira infância. A cidade começou a se planejar em todas as suas frentes e não só mais na educação, saúde e assistência, mas também no design urbano, mobilidade e todas as outras. É Niterói olhando pela perspectiva de uma criança pequena, e entendendo como essa cidade pode ser mais acolhedora, mais confortável, mais segura e mais lúdica”, ressaltou Cláudia Vidigal, representante da Urban 95 / Fundação Bernard Van Leer, no Brasil.

Foto: Alex Ramos

Estudos mostram que é na primeira infância, de zero a 6 anos, que as crianças adquirem capacidades de aprendizado, sociabilidade e afetividade que serão levadas para toda a vida. Levantamentos apontam que o investimento na educação infantil gera retorno social muito maior que em outras etapas, como o ensino médio ou superior. Ainda em desenvolvimento, o cérebro das crianças tem alta capacidade de absorção e resposta aos estímulos, o que torna o aprendizado extremamente duradouro.

Participaram da reunião representantes de diversos órgãos do governo como das Secretarias Municipais de Ciência, Tecnologia e Inovação, Urbanismo e Mobilidade, Obras e Conservação e Serviços Públicos, Pacto Niterói Contra a Violência, Niterói de Bicicleta, Projeto Escola da Família, Escritório de Gestão e Projetos e Unidade de Gestão do Programa/BID.

To Top