Geral

Vídeo: pescadores fazem churrasco próximo ao navio que bateu na ponte

Vídeos que viralizaram, circulam nas redes sociais. Assista abaixo.

Em meio ao caos gerado pela colisão do navio graneleiro São Luíz na estrutura Ponte Rio-Niterói, e o fechamento da via, na noite desta segunda-feira (14), véspera de feriado, um vídeo divulgado nas redes sociais chamou atenção dos internautas. Um homem filma, de um pequeno barco próximo à colisão, o acidente e enquanto isso, dentro da embarcação, ele e seus companheiros aproveitam um churrasco. Os dois vídeos viralizaram nas redes sociais. (Assista abaixo)



Trânsito flui bem na Ponte Rio-Niterói na manhã deste feriado

Na manhã desta terça-feira (15/11), feriado de Proclamação da República, equipes da concessionária EcoPonte terminam reparos no guarda-corpo atingido pelo navio. Após o término do serviço a engenharia da concessionária fará uma nova vistoria na estrutura da rodovia. O tempo estimado de travessia às 7h31 desta terça é de 13min nos dois sentidos. (Vídeos abaixo)

O trânsito da Ponte Rio-Niterói foi totalmente reaberto no sentido Niterói por volta das 21h40 desta segunda-feira (14) e em direção ao Rio, o tráfego foi parcialmente liberado, já que na grande reta, entre os pórticos 11 e 12, duas faixas permanecem fechadas para os reparos no guarda-corpo.

A Ponte Rio-Niterói ficou mais de três horas fechada após o navio graneleiro São Luíz colidir com um dos pilares da ponte. Por medida de segurança, a EcoPonte precisou fechar os dois sentidos da Ponte Rio-Niterói, devido à colisão do navio contra a estrutura da rodovia. Equipes de engenharia da concessionária avaliaram a situação e após mais de três horas fechada, a via foi liberada. Ainda na manhã desta terça-feira (15) uma nova vistoria será feita pelas equipes de engenharia após a conclusão dos reparos.

De acordo com o Centro de Operações, o navio estava abandonado e a âncora não resistiu à pressão do vento. Três rebocadores atuaram, por volta das 19h, para resgatar a embarcação. O graneleiro São Luíz, estava ancorado na Baía de Guanabara desde 2016 e foi levado pelo vento se chocando contra a estrutura da ponte.

De acordo com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, não há indícios de danos mais graves, “equipe técnica vistoriou os pilares 71, 72 e 73 e não detectou nenhuma avaria na estrutura (infra e meso). avaliação nos aparelhos de apoio estão indicando danos de pequena monta. Devem liberar trafego, parcialmente, em pouco tempo.”

A Marinha informou em nota que abriu inquérito para apurar as causas do acidente. De acordo com a Marinha o navio é “‘objeto de processo judicial” e está ancorado desde 2016 na Baía de Guanabara. “A destinação da embarcação “SÃO LUÍS” é objeto de processo judicial. Enquanto aguarda a decisão judicial, a embarcação permanecia fundeada em local predefinido pela Autoridade Marítima, na Baía da Guanabara, desde fevereiro de 2016, sem oferecer riscos à navegação. Um Inquérito sobre Acidentes e Fatos de Navegação (IAFN) será instaurado para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.”, diz o texto.







A Ponte Rio Niterói ficou fechada por mais de três horas.

To Top