Em alta

Jovens em tempos digitais é tema do 4º Festival de Curtas em Niterói

4º Festival de Curtas em Niterói

O cenário digital abre um leque, por vezes polêmico, de possibilidades de interação nesse mundo contemporâneo. Pensando criticamente sobre isso, a 1ª série do Ensino Médio do Instituto GayLussac produziu uma coletânea de curtas que abordam diferentes contextos sociais mediados por essa tecnologia que atravessa seu cotidiano. Todos os roteiros foram construídos sob a ótica dos alunos e filmados com celulares.

Essa já é a 4ª edição do Festival de Curtas do GayLussac, uma experiência coletiva que incentiva os jovens a conhecerem as inúmeras possibilidades e multiplicidades de linguagens do cinema. Este ano, os filmes serão exibidos na quadra da escola, no dia 10 de novembro, às 19h. Fontes de bem e mal-estar; um cotidiano de excessos; hiperatividade e comportamentos; a mercantilização das relações; e as inversões da modernidade são alguns dos temas das obras.

O festival conta, ainda, com um júri que irá avaliar e premiar as melhores produções: Victor de Wolf, produtor cultural e diretor do MAC Niterói; Amaury Lorenzo, ator, diretor e professor de Artes Cênicas; e Zé Brandão, roteirista, diretor e produtor executivo. Serão quatro prêmios: Roteiro, Fotografia, Direção e Menção Honrosa.

Desde 2019, O Festival de Curtas do GayLussac instiga os alunos a pensar de forma criativa sobre o mundo que os cerca: “Eles usam a ferramenta do audiovisual de maneira muito ativa. Trazer isso para a escola é legitimar essa linguagem que eles têm”, explica a diretora geral Luiza Sassi. Durante o período de produção dos curtas, os alunos participam, ainda, de oficinas de audiovisual, sob orientação de profissionais da área.

To Top