Geral

VÍDEO: Cerca de 10 mil ciclistas chamam atenção em Niterói

Evento reuniu moradores da cidade e ciclistas de outros municípios da Região Metropolitana | Foto: Luciana Carneiro

O Dia Mundial sem Carro, comemorado em 22 de setembro, foi marcado em Niterói, neste domingo (25), por um passeio ciclístico que reuniu mais de 10 mil pessoas, em um trajeto de 19 quilômetros da Concha Acústica no Gragoatá até o Túnel Charitas-Cafubá, de onde os participantes retornaram para o local de partida. Ciclistas de diversas faixas etárias, amadores e profissionais, aderiram ao passeio que reuniu também moradores de vários municípios da Região Metropolitana. (Vídeo abaixo)

Foto: Luciana Carneiro

O evento acontece todos os anos em várias partes do mundo e tem como objetivo fazer com que as pessoas deixem os veículos em casa. O Dia Mundial sem Carro também pretende chamar a atenção para a bicicleta como um meio alternativo e sustentável de locomoção e para um trânsito mais seguro. O passeio ciclístico foi uma realização da Associação de Ciclistas do Estado do Rio de Janeiro e contou com o apoio da Prefeitura de Niterói por meio das secretarias de Esporte e Lazer, do Clima, Programa Niterói de Bicicleta e a Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans).

“A cidade está desenvolvendo cada vez mais e apoiando atividades e iniciativas deste porte porque elas vão ao encontro ao trabalho que estamos realizando de mobilidade, sustentabilidade e incentivo ao uso de bicicletas, também como forma de reduzir as emissões de carbono. Conscientizar a população é fundamental e essa adesão ao evento mostra que as pessoas estão cada vez mais entendendo a importância de movimentos como este para um dia a dia mais sustentável”, destacou o secretário do Clima, Luciano Paez, que participou do passeio.

Dentro das ações do Plano Niterói 450 anos, nos eixos Clima e Resiliência, Niterói vem realizando e estimulando iniciativas sustentáveis de mobilidade. Entre essas iniciativas, estão projetos que visam reduzir a emissão de gases, e a meta de se chegar a 120 quilômetros de ciclovias até 2024.

No passeio, os ciclistas seguiram pela Avenida Litorânea; passaram pelas praias da Boa Viagem, Icaraí, São Francisco e Charitas; entraram no Túnel Charitas-Cafubá e retornaram até a Concha Acústica pela Avenida Roberto Silveira.

O trajeto foi acompanhado e monitorado por agentes da NitTrans, além de batedores com motocicletas que fizeram o balizamento do trânsito com o apoio da Guarda Municipal. “Tivemos um trajeto tranquilo e organizado. Foram feitas paradas estratégicas para que os participantes pudessem se juntar já que o número de pessoas foi muito grande. O balanço foi positivo”, explicou Wagner Santos, inspetor geral de Operações da NitTrans.

O coordenador do Programa Niterói de Bicicleta, Filipe Simões, destacou que a cidade recebeu para o passeio 43 grupos de vários municípios, além de um número muito grande de moradores da cidade. “Esse passeio ciclístico nesse formato é o mais antigo em atividade no Brasil. Ele encerra esse ciclo do Mês da Mobilidades na cidade, com a união dos mais diversos grupos para demonstrar a força da bicicleta. Niterói é, cada vez mais, a porta de entrada para um ciclo de turismo e de atividades deste porte. Foi um evento realmente maravilhoso que reuniu grupos de diversos munícipios, e mostrou como a cidade está preparada para essa recepção”, afirmou Filipe Simões.

To Top