Esportes

Maratona de Niterói atrai cerca de 3 mil competidores; confira como foi

Pelotão de elite percorreu 21 km passando por vários bairros da cidade | Fotos: André Cyriaco

A quarta edição da Meia Maratona de Niterói contou com mais de 2.600 competidores, que largaram neste domingo (11/09) do para o Caminho Niemeyer. A competição que tem o apoio da Prefeitura de Niterói por intermédio da Secretaria de Esporte e Lazer e patrocínio da Soter, teve como novidade três percursos, 21 km, 12 km e 5 km. A prova contou com atletas de vários municípios, como Maricá, São Gonçalo, Saquarema e do Rio de Janeiro. (Fotos abaixo)

A largada para o pelotão de elite foi as 6h30 e os atletas passaram pelos bairros do Gragoatá, Boa Viagem, Ingá, Icaraí, seguindo pela Estrada Fróes em direção a São Francisco, com retorno em Charitas para o mesmo percurso de volta, em sentido contrário, até o Caminho Niemeyer, um trajeto de 21 quilômetros que teve como vencedor na categoria masculina José Roberto Pereira de Jesus, com tempo de 1h8’19,62, e entre as mulheres a campeã foi Jaciane Barroso de Jesus que fez o tempo de 1h20’16,72.

“É uma grande satisfação participar desta prova pela primeira vez, e vencer. Achei especial não só pela organização, mas também pelo percurso. Me preparei muito para esta prova, e graça a Deus tive a felicidade vencer”, afirma José Pereira de Jesus que liderou a prova desde o início.

O segundo grupo a deixar o Caminho Niemeyer foram os competidores dos 12 km. A disputa foi bastante acirrada entre os atletas. A prova foi vencida por Júlio César Barbosa da Conceição, com o tempo de 44’.29.13. Já a primeira colocada neste trajeto com o tempo de 54’48.06 foi Bárbara Accors Voss. “Foi sensacional! Foi especial! A prova estava superbacana, a estrutura é boa. Eu estou acostumada com as provas do Rio de Janeiro, onde o percurso é mais plano, aqui o trecho que exigiu um pouco mais foi a subida até o Museu de Arte Contemporânea (MAC), mas foi uma dificuldade boa, além do tempo ter ajudado” explica a atleta.

O percurso de cinco quilômetros foi o que atraiu uma boa parte dos participantes. A vitória foi do engenheiro Pedro de Freitas Arieta, que fez o tempo de 16’.02,39. Entre as mulheres a vitoriosa foi Sandra Martins, que cravou 18’ 48,14.

Aos 31 anos, Pedro Arieta corre desde os 14 anos. “Passei mais da metade da minha vida correndo. Vencer a prova na minha cidade e com tanta gente, é sentir muito orgulho e agradecer. Este não foi o meu melhor tempo, mas dei o meu melhor”, diz.

O triatleta Armando Barcellos, um dos organizadores da prova destacou o trabalho feito, além de contar com parcerias como o da Prefeitura de Niterói, por intermédio da Secretaria de Esporte, além da iniciativa privada. “Essa é uma prova que a gente tenta evoluir a cada ano. Esse ano demos um salto incrível porque a maratona serviu como base, como estava o termômetro das pessoas que estavam competindo. Conseguimos uma meta ousada para a Meia Maratona, com 2.604 atletas. Foi muito bom, estamos no caminho certo. No entanto, mais do que a quantidade de atletas, é não deixar a qualidade do evento. Por isso, precisamos dos apoiadores” comenta.

Para o secretário municipal de Esporte Lazer, Robert Voss, a parceria com Armando Barcellos vem dando. “O esporte em Niterói está crescendo, basta ver o índice de pessoas que se inscrevem para a competições” revela o secretário que pode acompanhar a vitória da filha Bárbara, no percurso de 12 km.

Esforço e aplausos

Toda competição não é só marcada pelos vencedores, mas também por atletas que mesmo não subindo no pódio, recebem aplausos, incentivos chegam a se destacar. É o que aconteceu com Luís Antônio Moreira, de 68 anos. “Tenho 60 maratonas, corro tem 40 anos. Vou devagar até porque sofri um acidente na maratona de Sevilha, na Espanha, que me obrigou a fazer uma cirurgia. Corro devagarzinho, mas continuo correndo. Corro pela saúde, pelo público, por tudo que faz bem”, afirma.

O atleta que disputa as provas ao lado da mulher, que tem mais de 159 competições, ficou emocionado com a recepção que teve ao cruzar a linha de chegada no Caminho Niemeyer. “Foi maravilhosa a recepção, fico até sem graça. Acho que nem o primeiro colocado teve uma recepção como a minha”, diz Luís Antônio que está se preparando para a maratona de Lisboa, em Portugal.

Classificação geral

Percurso de 21 km

Mascuilino

1º- José Roberto Pereira de Jesus

2º- Flávio Carvalho Stumpf

3º- Manoel Rafael Anselmo Pereira

4º-Fassbiano Moura dos Santos

5º- Jocemar Fernandes Correia

 

Feminino

1º- Jaciane Barroso de Jesus

2º- Luiza Cravo de Azevedo

3º- Bruna Ramos Augustinho

4º- Ana Carolina Figueiredo de Oliveira Costa

5º- Vianca Pereira

 

Percurso 12 km

Masculino

1º- Júlio César Barbosa da Conceição

2°- Amir Ramos Alonso

3º- Hérlis Santos do Porto

4º- Willian Victor Hugo Alves de Lima

5º- Thiago da Silva Cristofaro

 

Feminino

1º-Bárbara Accorsi Voss

2º- Thaisa Serrano

3º- Camile Dias Fróes

4º-Maria Lúcia da Silva

5º-Marcelle Mello

 

Percurso 5 km

Masculino

1º- Pedro de Freitas Arieta

2º-Audrei Moreira Duarte

3º- Pedro Silva Y Nunes Moreira

4º- Ezequiel Ambrósio Correa

5º-Felipe de Freitas

 

Feminino

1º- Sandra Martins

2º- Ana Paula Leoterio

3º- Carla de Melo Moura

4º- Pollyana Chris Ferreira

5º- Raphaela Rocha Pimentel

Fotos: André Cyriaco

Fotos: André Cyriaco

Fotos: André Cyriaco

Fotos: André Cyriaco

Fotos: André Cyriaco

To Top