Polícia

Polícia prendeu suspeito de matar ex-mulher em Niterói

Reprodução

Policiais da 81ª DP (Itaipu) e da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) prenderam na tarde desta sexta-feira (29) Flávio da Fonseca, de 36 anos, suspeito de matar a ex-companheira Letícia Dias, de 27 anos, com golpes de arma branca, na última terça-feira (26), em Piratininga, Região Oceânica de Niterói.

Flávio estava foragido e foi localizado na Rua Almirante Tamandaré, em Piratininga, e levado para a DHNSG para cumprir prisão temporária, concedida pela 3ª Vara Criminal de Niterói. Os dois mantiveram um relacionamento por cerca de seis anos e de acordo com relatos da sobrinha da vítima, ela sabia que estava correndo perigo após terminar o relacionamento com Flávio. Ainda de acordo com relatos da sobrinha, as brigas entre os dois eram constantes, e Letícia há dois meses, decidiu se separar.



Letícia e Flávio | Foto: Reprodução/Redes sociais

De acordo com uma amiga da vítima, Letícia estaria começando a conhecer uma outra pessoa e isso pode ter despertado a revolta de Flávio. Letícia e Flávio tem dois filhos, de 3 e 5 anos, e Letícia tinha mais um filho de 10 anos, fruto de um relacionamento anterior. Letícia chegou a pediu uma medida protetiva e se mudou de Piratininga para Itaipu.

O Caso

Policiais Militares do 12º BPM (Niterói) foram acionados na tarde da última terça-feira (26) para atender uma ocorrência de encontro de cadáver próximo à Lagoa de Piratininga, Região Oceânica de Niterói. No local os policiais encontraram uma mulher caída ao chão, com sinais de perfurações por arma branca.

O crime aconteceu por volta das 13h e segundo informações, a vítima, Letícia Dias, de 26 anos, teria sido esfaqueada pelo seu ex-companheiro, Flávio Fonseca, de 36 anos.

Sede da Associação de Moradores e Amigos da Beira da Lagoa de Piratininga (Amorbela), local onde a vítima veio a óbito. Foto: Reprodução Google Maps.



Os dois teriam começado uma discussão na Avenida Almirante Tamandaré. Esfaqueada, ela teria entrado na sede da Associação de Moradores e Amigos da Beira da Lagoa de Piratininga (Amorbela) para pedir socorro, mas acabou vindo a óbito no local.

Letícia e Flávio | Foto: Reprodução/Redes sociais

Letícia deixa três filhos, sendo dois de 3 e 5 anos, fruto do seu relacionamento com Flávio com quem se relacionou por seis anos. Os dois estavam separados há pouco tempo, e segundo relatos o homem não aceitava o fim do relacionamento.



O suspeito conseguiu fugir e seguia foragido até a prisão. Os bombeiros também foram chamados, assim como a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) que investiga o caso.

To Top