Geral

Veterinário de Niterói fala sobre como proteger seu pet das baixas temperaturas do inverno

Divulgação

Com o inverno brasileiro presente, uma das grandes inquietações dos donos de animais, como cães e gatos, está relacionada aos cuidados com o frio presente na estação, já que a preocupação se baseia somente na quantidade de banhos e nas roupas que poderiam vestir os pets.

“É essencial manter os bichinhos com a vacinação em dia no inverno e evitar locais de aglomeração animal. Além de estimulá-los a fazer exercício físico para manter a saúde, a boa forma e também para se aquecerem.” – explica o Dr Gustavo Drumont, médico veterinário da Petner, uma startup de atendimento domiciliar para pets em Niterói.

É importante ressaltar que, dependendo da raça, o local para eles descansarem e a tosa devem ser observados, já que algumas delas diferencia em relação às estações do ano.

“Quanto ao local, existem raças de cães, como a Border Collie, que são adaptadas para o inverno e não exigem tantos cuidados. Porém, se seu pet não pertence a esse grupo, é importante aumentar o conforto dele por meio de cobertores, mantas e colchonetes. Já em relação à tosa, evitem as que colocam os pelos muito baixo. O ideal é aparar as pontas dos pelos somente.” – conclui o veterinário.

Na dúvida, empresas como a Petner, contam com um grupo de profissionais que podem esclarecer seus questionamentos e oferecer um atendimento de qualidade, caso ocorra alguma intercorrência. Lembre-se: seguindo as recomendações de um profissional qualificado, seu bichinho passará pelo inverno de maneira adequada e sem sofrer algum dano, por conta da queda de temperatura.

To Top