Intolerância religiosa em pauta na Câmara de Niterói
Política

Intolerância religiosa em pauta na Câmara de Niterói

O mandato da vereadora Walkíria Nictheroy realizará uma audiência pública na próxima terça-feira (29/03), às 18h, no plenário da Câmara Municipal de Niterói com o objetivo de elaborar mecanismos efetivos de enfrentamento ao preconceito e propor políticas públicas eficazes contra a intolerância religiosa. “Eu presido a frente parlamentar das comunidades tradicionais dos povos de terreiro, mas compreendo que a proteção aos direitos desses povos precisa passar pelo diálogo inter-religioso na perspectiva de construir direitos para essas comunidades. Essa audiência tem também como objetivo promover o encontro entre as lideranças religiosas progressistas de diversos campos do estado do Rio de Janeiro, que tem se unido em torno da defesa das comunidades tradicionais de matriz africana e do direito à livre manifestação religiosa do povo preto”, disse a vereadora, que é candomblecista. A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa listou os casos ocorridos em todo estado do Rio de Janeiro no ano de 2021. De acordo com a comissão, os crimes mais frequentes foram: injúria contra pessoas (26%), injúria contra comunidades (23%) e vandalismo em templos (21%).

Todas as delegacias da Polícia Civil podem receber denúncias, no entanto a própria instituição orienta para que os registros sejam feitos na especializada, na Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Rua do Lavradio, 155, no Centro do Rio). Os registros também podem ser feitos pela internet.

To Top
Secured By miniOrange