Governo do RJ: Rodrigo Neves entra na briga pelo segundo turno
Política

Governo do RJ: Rodrigo Neves entra na briga pelo segundo turno

O Pré-candidato do PDT rompeu a barreira dos 10% e se aproxima de Freixo. Os números da pesquisa eleitoral divulgada nesta terça-feira (22), pelo Instituto Quaest, apontam que o ex-prefeito de Niterói e pré-candidato a Governador, Rodrigo Neves (PDT), alcançou a marca de 10% das intenções de voto para governador do Rio de Janeiro. Por ser o menos conhecido entre os três candidatos que lideram a corrida eleitoral e o que tem o menor índice de rejeição, Neves tem ampla margem de crescimento até outubro, e as pesquisas vêm confirmando esta evolução.

Segundo a pesquisa, Rodrigo Neves é o pré-candidato menos conhecido pelos eleitores do estado do Rio de Janeiro entre os três que lideram a corrida eleitoral, com 63% de desconhecimento, contra 33% de Claudio Castro (vice de Wilson Witzel) e 31% de Marcelo Freixo. Outro fator positivo para o ex-prefeito de Niterói é que a sua rejeição é a menor do trio: apenas 26% dos entrevistados dizem não votar em Rodrigo Neves, enquanto Castro tem rejeição de 36% e Freixo é rejeitado por praticamente metade do eleitorado: 47% de rejeição.

No primeiro turno, o cenário que se desenha hoje mostra Castro com 22%; Freixo,18%; Rodrigo Neves (PDT), 10%; Felipe Santa Cruz (PSD), 3%; e Paulo Ganime (Novo), 2%. Brancos e nulos somam 35%, e indecisos, 11%. Como a margem de erro é de 2,8 pontos para mais ou para menos, os dois líderes estão tecnicamente empatados.

O ex-prefeito de Niterói e Santa Cruz trabalham na construção de uma candidatura única, com o apoio do prefeito do Rio, Eduardo Paes, mas ainda não há definição sobre quem ocupará a cabeça de chapa.

O PDT prepara o lançamento da pré-candidatura de Rodrigo Neves ao governo do Rio para a próxima terça-feira (29).

A pesquisa espontânea, quando não são apresentados nomes de candidatos, mostra que 68% dos eleitores ainda não decidiram em quem votar e 22% estão indecisos, somando 90% do eleitorado ainda a ser conquistado, o que da uma ampla margem de crescimento para Rodrigo Neves nos próximos meses.

Neves avaliou positivamente os números: “Esta pesquisa confirma que somos uma candidatura viável, capaz de vencer as eleições. Apesar de não estar exercendo cargo público e não ter recall de campanhas anteriores, temos maior projeção de crescimento e menor rejeição entre os 3 principais candidatos. Sobretudo, nossa candidatura é a única que tem experiência administrativa e projeto sólido para salvar o Estado do Rio de Janeiro”.

To Top
Secured By miniOrange