Vara de Niterói nomeou um técnico para avaliar radares fixos da Ponte Rio-Niterói
Justiça

Vara de Niterói nomeou um técnico para avaliar radares fixos da Ponte Rio-Niterói

Imagem: Eco Ponte

Os radares fixos da Ponte Rio-Niterói deverão passar por perícia. Foi o que determinou a Justiça Federal em resposta a uma ação movida pelo Sindicato dos Rodoviários de Niterói a Arraial do Cabo, que reclama de mais de duas mil multas aplicadas a 250 motoristas de ônibus, apenas no ano de 2018.

Com base em documentos apresentados pelos motoristas, o Sindicato sustenta que as medições de velocidade dos ônibus apontam que, no momento em que as penalidades foram aplicadas, eles trafegavam abaixo dos 80 quilômetros por hora, limite máximo da via.

De acordo com o presidente da entidade, Rubens dos Santos Oliveira, além das perdas financeiras, as multas colocam esses rodoviários sob ameaça de demissão pelas empresas. O dirigente sindical aconselha aos motoristas sempre trafegarem na Ponte Rio-Niterói a, no máximo, 70 km/h.

A juíza Helena Elias Pinto, da Primeira Vara Federal de Niterói, já nomeou um técnico em eletrônica para avaliar os equipamentos, mas sem uma data definida.

Responsável pelos radares da Ponte, a União foi comunicada da decisão. Em nota, a assessoria de comunicação da Advocacia Geral da União informou que se manifestará sobre o assunto nos autos.

Com Agência Brasil

To Top
Secured By miniOrange