Guardas Municipais de Niterói socorrem mulher vítima de agressão na Região Oceânica
Polícia

Guardas Municipais de Niterói socorrem mulher vítima de agressão na Região Oceânica

Uma moradora da Região Oceânica em Niterói, entrou para a estatística como mais uma mulher a sofrer agressão de seu parceiro. O crime ocorreu na tarde de ontem, sexta-feira (4), três dias antes da data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher. A vítima foi socorrida por Guardas Municipais que faziam patrulhamento nas proximidades.

A agressão aconteceu dentro de um ônibus que passava pela Estrada Francisco da Cruz Nunes, e os passageiros acionaram os agentes através do número 153 que atende no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp). Os guardas conduziram o agressor até à 81ª DP (Itaipú) e a vítima ao Instituto Médico Legal. Além disso, os agentes deram todo o apoio para que a mulher, como medida protetiva, pudesse buscar seus pertences em casa e seguir para um local seguro.

A Prefeitura de Niterói vem capacitando seus servidores para atuarem no combate à violência contra a mulher e auxiliar no acolhimento das vítimas. A Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim), já treinou 110 Guardas Femininas no curso denominado “Treinamento Lilás”. Agora em março, os Guardas Masculinos também começam a participar dos cursos. Serão 10 turmas nos próximos meses e ao todo cerca de 560 agentes receberão o treinamento ao final. O objetivo é ter um olhar especializado no atendimento as mulheres vítimas de agressão.

A subinspetora Kátia Bastos, está à frente dos cursos como representante da Guarda Municipal junto a Codim, e diz que o treinamento tem feito toda a diferença. Ela explica que a nova bateria de cursos vai qualificar ainda mais toda a corporação.“Nós já temos uma guarda muito bem treinada, mas a questão de agressão a mulher passa por um processo muito delicado, muitas vezes tem crianças envolvidas, então o curso amplia esse conhecimento das equipes para atuarem de forma humanizada, e seguindo os trâmites de buscar as redes de apoio que não sejam somente as delegacias. A Guarda acompanha todo o processo até que a vítima possa estar num local seguro ou o que for definido pelas autoridades e redes de apoio, e nessa ocorrência estava uma agente já treinada com essa capacitação”, diz a subinspetora.

A população pode denunciar casos como estes emergencialmente, através do número 153 da Guarda Municipal, que de imediato o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) acionará a força de segurança mais próxima.

Treinamento Lilás

O objetivo do Treinamento Lilás é preparar agentes públicos para identificar e auxiliar mulheres em situação de violência, seja física ou psicológica. A meta é ampliar cada vez mais o número de agentes capacitados.

É importante manter em mente os sinais que as mulheres vítimas de agressão usam para pedir socorro. Há um código nacional que é a marcação do “X” vermelho na palma da mão. Esse é o sinal para que alguém posso ligar para a polícia, sem ter que expor a vítima, que pode estar sendo ameaçada naquele momento pelo seu agressor. A ação também é voltada para as mulheres que têm dificuldade para prestar queixa de abusos, seja por vergonha ou por medo. Niterói é a primeira cidade a aderir oficialmente à Campanha do Sinal Vermelho contra a violência doméstica. A iniciativa, em benefício das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar no Brasil, busca ampliar a rede de apoio às mulheres. Niterói foi a primeira cidade a aderir oficialmente à campanha, seguindo as diretrizes da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgãos idealizadores do projeto.

Como denunciar

Para denunciar casos de violência contra a mulher pode-se ligar para o 180, central que funciona 24h por dia. Também é possível realizar o registro de ocorrência online pelo site https://dedic.pcivil.rj.gov.br/ e pelo telefone 197.- Situações de emergência são atendidas pelo 190. O Centro Especializado de Atendimento à Mulher está funcionando de segunda à sexta, na Rua Cônsul Francisco Cruz, 49 – Centro, Niterói. Os números para contato são (21) 2719-3047 e celular (21) 96992-6557.

Foto: Arquivo | Treinamento Lilás

To Top
Secured By miniOrange