Economia

Reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico discute investimentos em Niterói

A prefeitura de Niterói deu mais um passo nesta terça-feira para impulsionar a economia do município de forma integrada, unindo poder público, sociedade civil e empresariado. Foi instituído o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, que contará com 24 membros, sendo 12 da administração pública e 12 membros representativos da sociedade. A primeira reunião foi conduzida de forma remota pelo prefeito Axel Grael. O objetivo do Conselho é planejar e implementar ações que possam alavancar a economia e apoiar práticas já desenvolvidas pelo município.

Cerca de R$ 2 bilhões serão investidos na cidade entre 2022 e 2024, dentro do Plano Niterói 450, a fim de ampliar e qualificar os serviços prestados à população niteroiense. O objetivo é levar a cidade a ampliar o desenvolvimento econômico, qualidade de vida e geração de emprego e renda.

O prefeito Axel Grael lembrou na reunião que, durante a pandemia, sua administração discutiu muito com representantes da sociedade formas de atravessar a crise e sair com energia em todos os setores. “Dialogamos com o empresariado e com a comunidade e superamos as dificuldades. Fomos muito bem até agora. Já estamos na fase de unir esses esforços, para darmos mais um passo na direção da retomada econômica. Os investimentos públicos são feitos através de obras, serviços e investimentos na cidade. Estamos nesse processo do Plano Niterói 450 anos”, explicou Axel.

O prefeito também lembrou que já anunciou um investimento de 260 milhões de reais em obras, além da aquisição de equipamentos que serão destinados à área da Saúde.

O secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Luiz Paulino Moreira Leite, destacou que Niterói é uma cidade diferenciada, por conta de todos os investimentos e projetos que estão sendo implementados a fim de gerar emprego e renda. “Essa parceria proposta pela prefeitura, que prevê uma aliança tríplice entre o serviço público, a iniciativa privada e a sociedade, de uma forma mais ampla, só traz benefícios. Por exemplo, estamos avançando o projeto para alavancar a indústria naval”.

O secretário Executivo, Bira Marques, explicou que o Conselho de Desenvolvimento Econômico consolida várias ações que fortalecerão o município. “Temos agora uma carta de navegação que irá nortear as ações do município, mas nunca deixando de ouvir a sociedade civil e empresariado. Através deste diálogo, estamos ampliando as possibilidades de desenvolvimento”.

A reunião contou também com a participação da secretária de Fazenda, Marília Ortiz, da secretária de Planejamento, Modernização da Gestão, Ellen Benedetti, do coordenador do Observatório do Trabalho, Brizola Neto, além de Fernanda Sixel, da Coordenadoria de Políticas e Direitos da Mulher (Codim). Dentre os Conselheiros da sociedade civil participaram o reitor da UFF, Antônio Claudio da Nóbrega, o presidente da Federação das Associações de Moradores do Município de Niterói (Famnit), Manuel Amâncio, e Luiz Césio Caetano, presidente da Firjan Leste Fluminense.

To Top