Justiça

Câmeras de segurança mostram que vendedor de balas em Niterói não cometeu um crime ou tentativa de assalto

Imagens das câmeras de segurança da CCR Barcas comprovam que Hiago Macedo de Oliveira Bastos, de 22 anos, baleado no peito pelo policial militar Carlos Arnaud Baldez Silva Júnior, na última segunda-feira (14), em frente à Estação das Barcas, sequer cometeu um crime ou uma tentativa de assalto. A informação foi confirmada através do secretário Municipal de Direitos Humanos de Niterói, Raphael Costa. “Ele estava desarmado, e o que causa mais revolta, é justamente o fato, e as câmaras de segurança comprovam isso, já está no inquérito, é que o Hiago sequer cometeu um crime ou uma tentativa de assalto” disse o secretário. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) decidiu pela prisão em flagrante do PM. O sargento que é lotado no 7° BPM (São Gonçalo) vai responder pelo homicídio qualificado, por motivo fútil, do vendedor de balas.

A secretaria de Municipal de Direitos Humanos de Niterói, esteve presente no depoimento da viúva, Thais Oliveira Santos, de 29 anos e também deu suporte para que o sepultamento gratuito fosse feito, já que a família não tinha condições financeiras. E está prestando apoio psicológico, jurídico e assistencial à família de Hiago, e seguirá acompanhando as investigações do caso. O corpo de Hiago foi sepultado no Cemitério do Maruí, no Barreto, Zona Norte de Niterói, nesta terça-feira (15).

O Caso

Hiago foi baleado no peito enquanto trabalhava vendendo balas na manhã desta segunda-feira (14), em frente à Estação Arariboia, Centro de Niterói. De acordo com a Polícia Militar, o sargento alegou que teria agido para tentar evitar uma tentativa de assalto. Segundo testemunhas, o PM, que estava à paisana e de folga, e o vendedor, começaram uma discussão depois que o trabalhador ofereceu seus produtos. De acordo com parentes, a filha da vítima vai fazer 2 anos daqui a dois dias e ele estava juntando dinheiro para fazer a festa da criança.

Após a morte de Hiago uma grande confusão teve início na Praça Araribóia (Vídeos abaixo). Pessoas que estavam no local se revoltaram com o crime e tentaram fechar o trânsito da Avenida Visconde do Rio Branco e chegaram a incendiar um colchão na pista, mas o fogo foi apagado.

Momento da confusão na Praça Arariboia | Foto: Reprodução Redes Sociais.

Enquanto o sargento prestava depoimento na parte da tarde, familiares da vítima foram até a delegacia de homicídios. A companheira de Hiago, Thaís Conceção de Oliveira Santos, muito abalada falou com a imprensa. “Ele é um covarde. Acabou com os sonhos da minha vida. Eu quero justiça. O Hiago não era nada de errado, o Hiago era um trabalhador! Deixou a minha filha sem pai, acabou com a minha vida. Estávamos planejando a festa do nosso bebê. Ele só desceu para trabalhar como faz diariamente. Ele não cometeu crime nenhum. O policial atirou no peito para matar. Eu não sabia que oferecer uma bala que você vende é crime. Isso é um trabalho honesto como qualquer outro, se você não tem trabalho de carteira assinada, você pega um docinho pra vender, você não está pegando nada de ninguém! Durante os quatro anos que estou com ele todos os dias ele descia para trabalhar. Que mundo estamos vivendo? Isso é uma covardia!” disse Thaís.

Prefeito de Niterói lamentou a morte de Hiago Macedo

O prefeito de Niterói, Axel Grael, usou as redes sociais para lamentar a morte de Hiago Macedo de Oliveira Bastos. “Lamento profundamente a perda precoce de Hiago Macedo de Oliveira Bastos, jovem de 21 anos. Hiago perdeu a vida de forma violenta hoje, em frente à Estação Arariboia. Mais um jovem negro assassinado num cenário de banalização da vida. Estou acompanhando o caso desde cedo, em contato com a Secretaria de Direitos Humanos e a Secretaria Assistência Social e Economia Solidária que estão oferecendo apoio à família. A Secretaria de Ordem Pública afastou guardas municipais e está apurando a conduta utilizada após o crime. Entendemos que Segurança Pública não se faz com violência e sim com ações integradas, garantindo a cidadania e os direitos de todos os cidadãos. Toda minha solidariedade à família de Hiago.” diz a nota do prefeito.

Vídeos mostram a confusão na Praça Arariboia

To Top