Vídeo: Cobra de 2,5 metros assusta moradores de Niterói e é resgatada por guardas ambientais
Meio ambiente

Vídeo: Cobra de 2,5 metros assusta moradores de Niterói e é resgatada por guardas ambientais

Uma jiboia de cerca de 2,5 metros, encontrada no telhado de uma casa no bairro de Itacoatiara (Vídeo abaixo), em Niterói, assustou moradores na noite desta sexta-feira(4). A serpente foi resgatada por integrantes da Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói e reintegrada à natureza na área do Parque Estadual da Serra da Tiririca (PESET). Os agentes chegaram até o local através de uma ligação dos moradores para o número 153, que atende no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp).

A Guarda ambiental orienta os moradores a entrarem em contato com o número 153 sempre que encontrarem um animal silvestre, para que as equipes possam fazer o resgate de forma segura.“A recomendação é não se aproximar e evitar alimentar o animal até a chegada dos agentes, que são treinados nesse tipo de ação. No caso específico de serpentes, não devem se aproximar de jeito nenhum, pois nunca se sabe se são venenosas. Quando nossas equipes chegaram ao local, os donos da casa estavam muito nervosos pelo medo da serpente atacar os cachorros. Foi necessário cortar uma cerca para efetuarmos o resgate”, explicou Jociley Neves, coordenador da guarda ambiental.

Somente em 2021, as equipes resgataram mais de 200 serpentes. Quando se tratam de espécies venenosas, elas são levadas para o Instituto Vital Brazil. Os animais não peçonhentos são reintegrados em áreas de proteção ambiental.

O grupamento ambiental de Niterói é um dos mais bem preparados do estado, participando regularmente de cursos ministrados pela Universidade Federal Fluminense (UFF), pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói e pelo Instituto Vital Brazil em diversas áreas, como resgate, segurança e meio ambiente, contato com a fauna silvestre urbana, animais peçonhentos, entre outros.

Reintegração

A Guarda Ambiental tem um procedimento para cada tipo de demanda. Após serem acionados, os agentes capturaram o animal que, logo em seguida, teve suas condições físicas avaliadas pela equipe. Caso não apresente nenhum tipo de ferimento, é reintegrado à unidade de conservação mais próxima.Já os que foram capturados e apresentam algum tipo de ferimento são encaminhados para instituições como o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), que fica em Vargem Pequena, na Zona Oeste do Rio; Econservation, empresa de estudos e projetos ambientais, Centro de Triagens de Animais Silvestres (Cetas), em Seropédica; ou Instituto Vital Brazil, quando é o caso de cobra venenosa.

To Top
Secured By miniOrange