Moradores protestam após morte no Ingá, em Niterói - Niterói
Urgente

Moradores protestam após morte no Ingá, em Niterói

Moradores do Morro do Palácio, no Ingá, acusam policiais militares de matar um entregador de aplicativo identificado como Elias de Lima Oliveira, de 24 anos. De acordo com informações Elias foi baleado no rosto durante uma ação da PM na tarde desta quarta-feira (24) e, em seguida, socorrido para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca. O entregador não resistiu e morreu. Após a morte, moradores organizaram um protesto na Rua Presidente Pedreira.

De acordo com informações de moradores Elias além de entregador também era DJ, o DJ FL. Elias estaria próximo à boca de fumo quando os agentes fizeram a abordagem que acabou com a prisão do traficante identificado como Naô, que foi levado para a Delegacia do Centro (76ª DP). Os manifestantes alegam que a abordagem policial foi violenta e que Elias não tem relação com o tráfico de drogas.

A mãe de Elias passou mal ao saber do assassinato do filho e foi levada para o Hospital Geral do Ingá.

Vídeo: Protesto avança pelo Ingá +

Boné de Elias nas mãos do irmão dele | Arquivo Pessoal

O que diz a Polícia Militar

Em nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que equipes do 12° BPM (Niterói) foram atacadas durante um patrulhamento em uma das vias que dão acesso ao Morro do Palácio, no Ingá, Zona Sul de Niterói. O texto ainda diz que a equipe abordava um suspeito quando foi atacada a tiros, gerando um confronto.

A Polícia Militar afirma que estabilizou a situação, e que depois disso um homem foi encontrado baleado e, com ele, foi recolhido uma pistola 9 milímetros. A corporação ainda informou que o suspeito foi socorrido para o Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL) e não resistiu. Ainda na ação, afirma a nota, dois homens foram presos com drogas.

A ocorrência foi encaminhada para a 76ª DP (Niterói).

To Top