“Pixinguinha - Um Homem Carinhoso” terá pré-estreia em Niterói
Cultura

“Pixinguinha – Um Homem Carinhoso” terá pré-estreia em Niterói

O filme “Pixinguinha – Um Homem Carinhoso” terá sua pré-estreia, no dia 6 de novembro, às 19h30, na Sala Nelson Pereira dos Santos, em Niterói (RJ), com entrada gratuita. Dirigido por Denise Saraceni, a película celebra a vida e a obra do compositor que, hoje, é considerado um gênio e o pai da MPB: Alfredo da Rocha Vianna Filho. Antes da exibição, às 19h, haverá apresentação musical do instrumentista Ronaldo do Bandolim.

À frente de seu primeiro longa-metragem, Denise Saraceni divide a direção do longa com Allan Fitterman. O roteiro é assinado por Manuela Dias e retrata as antológicas performances do músico no início da carreira, a temporada em Paris com o grupo musical “Oito Batutas”, as inspirações e contextos para a composição de suas obras-primas, além do casamento com Albertina Nunes Pereira – Betí, para Pixinguinha – e os problemas da vida pessoal, como o alcoolismo. A trama também revela que seu caminho nem sempre foi de prestígio e reconhecimento e destaca a morte do artista, que se tornou um importante símbolo do carnaval carioca, lembrado todos os anos pela Banda de Ipanema.

Pixinguinha, reconhecido pelo brilhantismo musical, sempre despertou admiração pela afetividade e bom humor. Para interpretá-lo, o ator, cantor, compositor e multi-instrumentista Seu Jorge foi o nome escolhido. Taís Araújo, como Betí, Danilo Ferreira, Agatha Moreira, Tuca Andrada, Klebber Toledo e Milton Gonçalves também estão no elenco.

“Foram tantas as dificuldades deste filme, que, em muitos momentos, minhas únicas inspirações eram as músicas de Pixinguinha e o talento de tantos atores e músicos magistrais envolvidos neste projeto”, revela a diretora Denise Saraceni, referindo-se à dificuldade na captação de recursos. “Decidimos falar de um homem negro, artista, humanamente grandioso e nascido poucos anos após a libertação da escravatura. Ainda hoje vivemos num país racista, talvez por isso tenha sido tão difícil conseguir apoio para contar esta história”.

Produzido por Carlos Moletta, que também assina a curadoria musical, “Pixinguinha – Um Homem Carinhoso” conta com uma trilha sonora de 44 músicas, desenvolvida a partir da mixagem de fonogramas originais com instrumentos adicionais, dando origem a versões modernas de clássicos como “Carinhoso”, “Rosa”, “Urubu Malandro” e “Taí”, sucesso gravado por Carmem Miranda, quando ela tinha 20 anos. Os playbacks usados em cena foram gravados no estúdio Cia. dos Técnicos, em Copacabana, e arranjadas pelo maestro Cristóvão Bastos, diretor musical do filme.

“Me emociona muito ver o filme finalizado, não apenas pela sensação de trabalho concluído, mas também por observar as potências sonoras e narrativas deste projeto. Lançar um filme como este, agora, em um momento tão difícil para as artes, é uma ousadia”, afirma o produtor Carlos Moletta, que deu início ao projeto há 10 anos.

“Pixinguinha – Um Homem Carinhoso” tem produção da Ypeartes e coprodução da Globo Filmes, Globoplay, Telecine, Canal Brasil, RioFilme, e distribuição da Downtown Filmes. O filme estreia exclusivamente nos cinemas brasileiros no dia 11 de novembro.

Protocolos sanitários:

O evento será realizado seguindo o protocolo sanitário de Niterói, com medidas como a obrigatoriedade do uso de máscara. De acordo com o Decreto Municipal 14.142/ 2021, é necessário apresentar o comprovante de vacinação em dia, no formato impresso ou digital, acompanhado de um documento com foto.

SINOPSE

Longa-metragem de ficção sobre vida e obra de Alfredo da Rocha Vianna Junior (1897-1973), o Pixinguinha, pai da MPB. Gênio incompreendido e muito à frente de seu tempo, só teve sua importância reconhecida muitos anos depois. Direção de Denise Saraceni, diretora de núcleo da TV Globo, em seu primeiro filme no cinema. A vida do famoso músico, menino negro de classe média baixa, é contada desde suas primeiras performances antológicas na flauta; a composição de suas muitas obras-primas, como “Carinhoso”, o verdadeiro hino popular brasileiro; sua temporada de seis meses em Paris, em 1922, com o retumbante êxito de seu conjunto “Oito Batutas”; seus arranjos como primeiro diretor musical para a Victor americana nos anos 30; sua decadência e ressurgimento nos anos 40; a consagração nos anos 60 pelas mãos das novas gerações da bossa nova e do jazz; e sua morte na igreja N. S. da Paz no Rio de Janeiro em pleno carnaval de 1973, durante a passagem da Banda de Ipanema. Estrelado por Seu Jorge, Taís Araújo e grande elenco.

FICHA TÉCNICA

Direção: Denise Saracenie Allan Fiterman

Produtor: Carlos Moletta

Roteiro: Manuela Dias

Produtora Executiva: Heloisa Rezende

Fotografia: Jean Benoit

Direção de Arte: Marcos Flaksman

Direção Musical: Cristóvão Bastos

Figurino: Luciana Buarque, Diana Leste

Som Direto: Jorge Saldanha

Mixagem: Miriam Biderman

Montagem: Mair Tavares

Produção: Ypearts

Coprodução: Globo Filmes, Globoplay, Telecine, Canal Brasil, RioFilme

Coordenação de pré-estreias: Flávio Helder

Distribuição nacional: Downtown Filmes

Distribuição internacional: Downtown Filmes e YpêArts

SERVIÇO

Pré-estreia do filme Pixinguinha – um homem carinhoso

Data: 6 de novembro, sábado

Horário: 19h – apresentação do instrumentista Ronaldo Bandolim. 19h30 – exibição do filme

Ingressos: Serão disponibilizados ao público 150 ingressos gratuitos para retirada através da bilheteria online da Sala Nelson Pereira dos Santos (https://site.bileto.sympla.com.br/salanelsonpereira/), a partir do dia 03/11, às 15h. Pessoal, intransferível e válido 1 (um) ingresso por CPF.

– A entrada no evento será feita mediante a contribuição de 1kg de alimento não-perecível para a campanha Niterói Solidária.

Classificação indicativa: 14 anos

Local: Sala Nelson Pereira dos Santos

Endereço: Av. Visconde do Rio Branco, 880, São Domingos, Niterói-RJ

To Top
Secured By miniOrange