Vereadora de Niterói comemora decisão da Prefeitura - Niterói
Política

Vereadora de Niterói comemora decisão da Prefeitura

A vereadora de Niterói, Walkiria Nichteroy (PCdoB), comemorou nas redes sociais, nesta segunda-feira (11), a decisão da Prefeitura de disponibilizar absorventes higiênicos para mulheres em situação de vulnerabilidade. Adivinhem só qual cidade vai ser mais uma vez resistência contra os retrocessos de Bolsonaro? Isso mesmo! Niterói vai distribuir absorventes em ambulatórios, hospitais e escolas municipais! Essas medidas já eram previstas no nosso PL menstruação sem Tabu!” escreveu Walkiria no Twitter.

O Município enviará à Câmara de Vereadores Mensagem Executiva para que o item, que é indispensável para higiene íntima da mulher, possa ser distribuído nos módulos do Médico de Família, nas unidades de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e nas escolas da rede que integram o 3º e 4º ciclos, equipamentos da Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres (Codim) e também nas rondas realizadas pela equipe do programa Ambulatório de Rua.

A coordenadora de Políticas e Direitos das Mulheres, Fernanda Sixel, reforça a decisão da Prefeitura no enfrentamento às adversidades causadas pela falta do absorvente na vida de muitas mulheres. “A menstruação é um processo natural da vida das mulheres e não deve ser motivo de vergonha ou impedimento para realizar qualquer atividade. Porém, por vulnerabilidade econômica, muitas meninas e mulheres perdem sua Dignidade Menstrual, que é o acesso às informações, às condições de higiene e aos produtos de higiene pessoal. Os dados revelam que cerca de 29% das mulheres já passaram por dificuldades financeiras para a compra dos absorventes, assim como o estudo da Unicef revelou que 4 milhões de meninas deixaram de ir à escola durante o período menstrual, causando prejuízos para seu processo educativo. É nesse cenário que trabalhamos de forma transversal, com as demais secretarias, e que celebro a decisão acertada do prefeito Axel Grael de disponibilizar os absorventes, enfrentando a pobreza menstrual e garantindo a dignidade para todas as meninas e mulheres niteroienses”, enfatizou Fernanda.

Dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indicam que a média de idade da primeira menstruação, nas mulheres brasileiras, é de 13 anos e quase 90% tem menarca (primeira menstruação) na faixa entre 11 e 15 anos de idade. Com isso, entende-se que as meninas passam boa parte da vida escolar menstruando e a falta de condições materiais para a compra de absorventes impacta diretamente na frequência escolar, o que pode prejudicar o processo de aprendizagem e ensino.

Projeto sustentável

Além da distribuição universal dos absorventes descartáveis proposta pela Prefeitura, a Codim vai desenvolver nos espaços educativos um projeto complementar onde haverá um treinamento de formação com as alunas das escolas de 3º e 4º ciclos, EJA e dos projetos EcoSocial e Nova Geração como forma de promover informação, autoconhecimento e ensinando como usar e higienizar absorventes reutilizáveis que possuem um impacto mais sustentável para o meio ambiente. Ao término da formação, será dado o absorvente de pano ou o coletor menstrual, de acordo com o desejo e a faixa etária da pessoa que vai receber. “O absorvente de pano será comprado de produtoras locais da cidade como forma de fomentar a economia solidária e o empreendedorismo feminino”, destacou Fernanda.

To Top