Cidade

Prêmio Renatinho de Direitos Humanos foi entregue aos destaques de 2021 em Niterói

Objetivo é incentivar e inspirar boas práticas voltadas para os direitos humanos em Niterói

No Dia Nacional dos Direitos Humanos, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos entregou aos 10 vencedores o Prêmio Renatinho de Direitos Humanos, em solenidade realizada no Caminho Niemeyer, nesta quinta-feira (12). A premiação visa a incentivar e inspirar boas práticas voltadas para o direitos humanos em Niterói
O secretário de Direitos Humanos, Raphael Costa, reforça a importância do prêmio como forma de inspirar as ações na área de direitos humanos. “O Prêmio é uma forma de reconhecer e incentivar as ações da sociedade civil na promoção dos direitos humanos. A memória do grande Renatinho, que foi vereador e subsecretário de Direitos Humanos, serve como inspiração para as lutas em defesa do povo. Este evento reforçou a gestão humana e sensível às causas populares do prefeito Axel Grael”, destacou o secretário.

Foram entregues prêmios em 10 categorias, concedidos para lideranças e organizações que se destacaram na promoção dos direitos humanos na cidade em mais de 30 indicações recebidas.

Fotos: Divulgação

Projetos premiados:

– Quintal de Ana: organização de apoio à famílias em processo de adoção
– Luiza Sassi: conselheira municipal de educação, diretora do GayLussac e pedagoga
– BemTv: organização social que atua com Educação e realizou pesquisa sobre empregabilidade da juventude negra
– GDN: organização social de defesa dos direitos da população LGBTI
– Pr. Francisco: liderança do movimento interreligioso e pastor da igreja Luterana de Niterói
– Cátedra Sérgio Vieira de Melo da UFF: órgão da UFF de apoio a migrantes e refugiados
– Movimento Vidas Negras Importam: movimento de combate ao genocídio da população negra
– Instituto Terra Verde: organização de apoio às causas dos povos indígenas
– Lorena Gaia: liderança do movimento dos moradores do Prédio da Caixa
– Turma da Sopa: organização de assistência e educação para a população em situação de rua

A Comissão Julgadora foi composta por seis membros: Antonio Claudio da Nóbrega, reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF); Claudio Vianna, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Niterói; Milton Cal, presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Niterói; Gloria Anselmo, subsecretária de Igualdade Racial; Rafael Adonis, subsecretário de Direitos Humanos; e Jersey Simon, coordenador do programa de Educação em Direitos Humanos. O Prêmio foi instituído pela Portaria 07/21/SMDH.

Estiveram presente na cerimônia os secretários Rubia Secundino (Governo), Luciano Paez (Clima), Rodrigo Oliveira (Saúde), Marianne Thanstem (chefe de gabinete), Graça Raphael (Pacto Niterói contra a Violência), o Deputado Estadual Waldeck Carneiro, os vereadores Milton Cal e Jhonatan Anjos, o reitor da UFF Antonio Cláudio da Nóbrega e o presidente da OAB Niterói Cláudio Vianna.

O Dia Nacional dos Direitos Humanos foi criado pela Lei Federal 12641/2012 em homenagem à ativista e sindicalista Margarida Alves.

Fotos: Divulgação 
To Top