Saúde

Paes pede ajuda a Doria; Niterói se preocupa com risco de suspensão da vacinação

Com o calendário do Rio interrompido, o prefeito da capital, Eduardo Paes (PSD), informou em suas redes sociais que a vacinação por idade no Rio não volta nesta quinta-feira (12). O prefeito explicou que as doses entregues nesta madrugada pelo Ministério da Saúde são insuficientes para cobrir todos os cariocas de 24 anos. “Recebemos nessa manhã só 37.962 doses. Para vacinar o grupo de 24 anos, precisamos de 68 mil. Não vamos usar nosso estoque de segunda dose. Com isso, suspenderemos a vacinação da primeira dose de amanhã”, postou Paes.

No Twitter, Paes sugeriu ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB) a entrega direta de CoronaVac. “João Doria, não tem como mandar doses direto da CoronaVac para cá, não? Sem intermediários, como você está fazendo com a Prefeitura de São Paulo?”, perguntou ao governador que respondeu, “Incompetência do Gov. Federal! 11.2 milhões de vacinas estocadas e ñ distribuem. @Eduardopaes, Pref. SP segue padrão de td país: Estado recebe doses do PNI e distribui p/ municípios. Aqui compramos doses extras e ainda assim falta, pq ñ recebemos doses prometidas pelo Min. Saúde.”

O prefeito de Niterói, Axel Grael, na tarde desta quarta-feira (11) também se pronunciou nas redes sociais, onde desabafou e demonstrou preocupação sobre o risco de suspensão da vacinação, “É inadmissível a demora do Ministério da Saúde em distribuir vacinas contra Covid. Não dá pra entender porque o Governo Federal tem mais de 10 milhões de imunizantes estocados em seus galpões enquanto milhares de pessoas morrem e a variante Delta avança, sobretudo no Estado do Rio. Não podemos nos acostumar a perder cerca de mil brasileiros por dia. Isso não pode ser considerado normal. Não podemos correr o risco de suspender a vacinação por atraso na entrega de doses. Precisamos salvar vidas! Niterói tem pressa!”.

To Top