Niterói permite segunda dose de Pfizer para quem teve efeito adverso com primeira dose de AstraZeneca
Cidade

Niterói permite segunda dose de Pfizer para quem teve efeito adverso com primeira dose de AstraZeneca

Para autorizar a intercambialidade de imunizantes, morador precisa assinar termo que declara a reação apresentada na primeira dose

A Secretaria de Saúde de Niterói vai iniciar a partir desta quinta-feira (12) a intercambialidade da Pfizer como segunda dose para as pessoas que apresentaram reação adversa à vacina AstraZeneca nos pontos de imunização do município. Para isso será necessário que a pessoa preencha um termo de consentimento da vacinação onde também declara o efeito adverso apresentado. O documento estará disponível no site da prefeitura e nas unidades de vacinação.

A medida é vista de forma positiva em países como a Alemanha, França, Suécia, Noruega e Dinamarca, que defendem o esquema misto entre aqueles que receberam primeira dose de AstraZeneca.

A Organização Mundial de Saúde recomenda a intercambialidade da AstraZeneca para a Pfizer aos locais com comprometimento do fornecimento da vacina AstraZeneca, como ocorre no Brasil, por conta dos repasses do Ministério da Saúde. Além disso, o Ministério da Saúde já autorizou a medida em gestantes que receberam a primeira dose da AstraZeneca.

Para quem recebeu a primeira dose da AstraZeneca, apresentou algum efeito adverso e deseja receber a Pfizer, é preciso respeitar o intervalo entre as doses, assinar o termo de consentimento e apresentar identidade, CPF, comprovante de residência e comprovante da primeira dose no ato da vacinação.

Niterói alcançou, até o momento, 47% de cobertura vacinal do esquema completo contra a Covid-19 da população-alvo e já imunizou mais de 360 mil pessoas com a primeira dose, ou 88% da população acima de 18 anos.

To Top
Secured By miniOrange