Niterói representada no Congresso Mundial de Arquitetos - Niterói
Cidade

Niterói representada no Congresso Mundial de Arquitetos

Durante evento online foi realizada a premiação dos vencedores do concurso público nacional para a escolha do projeto que vai requalificar a orla de Charitas

Niterói foi representada no 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2021-RIO). O evento, que seria realizado no ano passado mas foi adiado por conta da pandemia, aconteceu de forma online, na quinta-feira (22), e teve o Brasil e o Rio de Janeiro como sedes pela primeira vez. A transmissão foi realizada para mais de 160 países com a participação de profissionais de todas as partes do mundo.

Durante o Congresso foi realizada a premiação dos vencedores do concurso público nacional para a escolha do projeto que vai requalificar a orla de Charitas. A seleção foi uma iniciativa da Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria de Urbanismo, em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ) e recebeu 19 propostas.

O projeto tem como objetivo transformar o trecho entre a Praça Radio Amador e o Clube Naval em um grande espaço público. A iniciativa do município de Niterói foi concebida com base no Plano Diretor, que está elaborando o Programa de Requalificação Urbana das Praias da Baía da Guanabara.

O secretário municipal de Urbanismo, Renato Barandier, ressaltou que este é um investimento importante não só para a retomada da economia por conta da pandemia, mas também no resgate dos espaços públicos. Ele também destacou a qualidade dos trabalhos apresentados.

“A pandemia serviu também para reforçar a importância que os espaços abertos, os espaços públicos de encontro e lazer têm na vida de cada cidadão. Esta orla ganhou importância estrutural de transporte para a cidade nos últimos anos e tem grande complexidade social, bem como a vocação para esportes náuticos, esportes de areia, além da vocação paisagística e turística com uma vista maravilhosa que Niterói tem para a cidade do Rio. Os projetos foram de altíssima qualidade. Este trabalho constitui um legado para a cidade. A partir de agora, temos um grande acervo de ideias que certamente serão aproveitadas não só na orla de Charitas, mas em projetos futuros da cidade”, disse Barandier.

To Top