Região Oceânica na mira da Prefeitura de Niterói - Niterói
Cidade

Região Oceânica na mira da Prefeitura de Niterói

Na manhã deste sábado (17), o prefeito de Niterói, Axel Grael, esteve na Região Oceânica vistoriando as obras de implantação da primeira etapa do sistema cicloviário, que está iniciando por Piratininga, e as intervenções de drenagem e pavimentação que acontecem no Santo Antônio e Maralegre. Em seguida, Grael visitou o Parque Rural, no Engenho do Mato.

Este primeiro lote de obras do sistema cicloviário da Região Oceânica contempla as áreas da Avenida Almirante Tamandaré, no trecho entre a prainha de Piratininga até a rotatória da entrada de Camboinhas, passando por toda a orla de Piratininga e a Avenida Acúrcio Torres. A Avenida Irene Lopes Sodré, no Engenho do Mato, também será beneficiada nesta fase de intervenções. Ao todo, serão implantados 60 quilômetros, que contarão com ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas, além de bicicletários fechados, paraciclos e requalificação urbana de vias.

Obras de implantação da primeira etapa do sistema cicloviário, Trecho em Piratininga.

“Esta intervenção vai valorizar muito a orla de Piratininga, um dos locais mais bonitos da nossa cidade. Nos últimos oito anos, a Prefeitura vem investindo em ciclovias e ciclofaixas, como as das Avenidas Marquês do Paraná e Roberto Silveira. A cidade conta, atualmente, com 45 quilômetros destinados especificamente para a circulação de pessoas utilizando bicicletas e com estes investimentos na Região Oceânica será possível ultrapassar a marca de 100 quilômetros de ciclovias na cidade”, afirmou o prefeito.

Responsável pela Coordenadoria Niterói de Bicicleta, Filipe Simões, explica que para este primeiro lote já foi executado cerca de 50% do trecho de meio fio entre a prainha de Piratininga e a praça das corujas. Agora, está sendo feito o acabamento, as rampas de acessibilidade e o aterramento do trecho dos canteiros, o que representa aproximadamente 1,5 quilômetro. “Este projeto irá proporcionar mais segurança para quem pedala e trazer mais ciclistas para a Região Oceânica. Realizamos reuniões com a população em todas as etapas de elaboração do projeto e, na próxima terça-feira, teremos mais um encontro para falarmos sobre o andamento e etapas da obra em Piratininga”, disse Filipe Simões.

Drenagem e pavimentação

No Santo Antônio e no Maralegre, as obras também seguem avançando. De acordo com a Emusa, no Santo Antônio cerca de 90% do trabalho de implantação da rede de drenagem e 60% de pavimentação já foram concluídos. No Maralegre, ao todo, serão 15 ruas beneficiadas com as intervenções realizadas pela Prefeitura, e 12 já receberam a drenagem.

Drenagem e pavimentação | Fotos: Berg Silva.

O prefeito lembrou que mais de 200 ruas estão sendo contempladas com as melhorias de urbanização, e que a meta é dar continuidade às intervenções alcançando a marca de todas as ruas da Região Oceânica asfaltadas. No momento, Serra Grande e Maravista também recebem obras de drenagem e pavimentação.

“Estas são obras de grande porte que eram esperadas há décadas pelos moradores desses bairros. Durante muito tempo, essas pessoas conviveram com ruas cheias de lama, que alagavam a cada chuva forte, mas hoje a realidade é completamente diferente. A Prefeitura está fazendo investimentos importantes, trazendo mais qualidade de vida para a população, com melhor infraestrutura em diferentes regiões da cidade. Estamos acompanhando de perto todas as intervenções”, pontuou.

Parque Rural de Niterói

No Parque Rural de Niterói, o prefeito acompanhou as atividades promovidas no espaço público, que foi entregue para a população em 2020. Com a maior pista coberta para atividades equestres do Estado do Rio de Janeiro, o Parque está localizado em uma área de aproximadamente 10 mil metros quadrados no Engenho do Mato, e foi criado com o objetivo de incentivar a vocação rural do bairro, estimular novos negócios e investimentos, além de gerar emprego e renda, e promover atividades gratuitas voltadas para a área de esporte e lazer para a população.

“Este Parque, que incentiva a vocação rural do bairro, cumprirá importante papel no contexto de retomada econômica da cidade. O local vai promover atividades e eventos de estímulo aos negócios e investimentos, com a geração de emprego e renda. As atividades culturais e de iniciação esportiva também são instrumentos importantes de inclusão social. É um espaço público para a prática de esporte, de integração da população, com a possibilidade de revelar atletas, um equipamento que é motivo de orgulho para nós que amamos Niterói”, enfatizou o prefeito.

Parque Rural de Niterói | Fotos: Berg Silva

To Top