Geral

Alerj revoga Medalha Tiradentes do Dr. Jairinho  

Dr. Jairinho, namorado de Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel, sae da Delegacia de Polícia da Barra da Tijuca(16ªDP) após prestar depoimento sobre a morte do menido de 4 anos.

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em discussão única, nesta quarta-feira (19), a revogação da Medalha Tiradentes entregue ao vereador Dr. Jairinho, em 2007. O Projeto de Resolução 550/21, de autoria do deputado Noel de Carvalho (PSDB), será promulgado pelo presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), e publicado no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias. A homenagem foi proposta, na época, pelo ex-deputado Antônio Pedregal.

Dr. Jairinho foi denunciado pelo Ministério Público à Justiça por homicídio triplamente qualificado e tortura do enteado Henry Borel. “A honraria da Medalha Tiradentes é destinada à estimadas pessoas relevantes da causa pública do Estado do Rio de Janeiro e, para isso, não é cabível que pessoas envolvidas em escândalos tão brutais, como é o caso do possível assassinato do menino Henry Borel, de 4 anos, ou acusações de agressões a ex-esposa, ex-namoradas e seus filhos, estejam entre os homenageados pela honraria”, disse o deputado Noel de Carvalho.

To Top