Corpo do fotógrafo assassinado após pedir silêncio a traficantes é sepultado em Niterói - Niterói
Polícia

Corpo do fotógrafo assassinado após pedir silêncio a traficantes é sepultado em Niterói

O corpo do fotógrafo Thiago Freitas de Souza, de 32 anos, foi sepultado nesta segunda-feira (17) na Arquiconfraria Nossa Senhora da Conceição, no Barreto. Thiago, de 32 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça, na manhã do último sábado (15), depois de pedir que traficantes da comunidade do Santo Cristo, fizessem menos barulho, uma vez que a filha, de apenas cinco anos, não conseguia dormir.

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos de Niterói prestou solidariedade aos familiares. A secretária divulgou uma nota informando que está em contato com a família, prestando total apoio e suporte jurídico, social e psicológico. A secretaria também divulgou na nota que “A família do Thiago Freitas solicita a todos respeito à sua dor, luto e privacidade”.

A ONG Rio de Paz também se pronunciou sobre o caso, “#QuemMatouThiago Thiago Freitas de Souza, de 32 anos, foi morto por traficantes da Favela do Santo Cristo, em Niterói, após pedir que os bandidos fizessem menos barulho porque a filha, de cinco anos, não conseguia dormir. A luta pelos direitos humanos e o combate à barbárie não podem ser seletivos.” diz a nota divulgada nas redes sociais.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações estão em andamento e as diligências estão sendo realizadas para prender os responsáveis pelo homicídio. O Disque Denúncia divulgou um cartaz com a foto do fotógrafo pedindo informações para ajudar nas investigações da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) em identificar e prender os envolvidos na morte de Thiago.

To Top