Saúde

Complexo Hospitalar de Niterói passa a integrar a rede Dasa

Inaugurado em 1991, o Complexo Hospitalar de Niterói (CHN) passa a fazer parte da Dasa. A partir de agora, Dasa, Ímpar e GSC tornam-se uma só empresa. No total, o ecossistema conta com 13 hospitais de referência e mais de 59 marcas entre medicina diagnóstica, distribuídas em mais de 900 unidades no país, além da coordenação de cuidados e inovação assistencial que se posicionam no centro do negócio.

“A unificação à Dasa representa um novo momento para o hospital, que reforça seu posicionamento como referência em medicina de alta complexidade,  mas que, a partir de agora, se une a esse novo modelo de gestão que vai promover uma jornada integral de cuidado, por meio de um ecossistema de saúde mais sustentável, preventivo e preditivo, resultando em uma experiência positiva e resolutiva para médicos e pacientes, e promovendo mais acesso à saúde”, afirma o dr. Marcus Vinicius Ribeiro de Souza Martins, diretor-geral do CHN.

Em termos de serviços, o CHN permanece o mesmo: com 42 mil metros quadrados e 364 leitos, distribuídos em cinco unidades que são referência em atendimento de alta complexidade e ambulatorial, com foco em transplante, medicina cardiovascular, oncologia, neurologia e cuidado materno-infantil.

Atualmente, o hospital está entre os dez melhores do Brasil e em 48º da América Latina, eleito pela revista AméricaEconomía Intelligence. Além disso, o CHN é o quarto hospital que mais realiza transplantes de medula óssea (TMO) no país entre as unidades públicas, privadas e filantrópicas, de acordo com o último Registro Brasileiro de Transplante, relatório publicado pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, e a maior unidade de TMO do Rio de Janeiro, responsável por mais de 70% dos procedimentos.

Foto: Antonio Schumacher

To Top