Mais seis escolas retornam às aulas presenciais em Niterói - Niterói
Educação

Mais seis escolas retornam às aulas presenciais em Niterói

Reabertura das unidades da rede municipal está sendo acompanhada de perto por equipes da Secretaria de Educação e pela comunidade escolar para garantir o cumprimento dos protocolos de segurança  

A Secretaria Municipal de Educação (SME) e a Fundação Municipal de Educação (FME) prosseguem com o processo de implementação da primeira fase do ensino híbrido em Niterói. Nesta segunda-feira (3), mais seis unidades da rede municipal de Educação retornaram às aulas presenciais. Todos os profissionais das unidades que foram reabertas nesta segunda foram testados contra o coronavírus, uma ação que faz parte do planejamento e monitoramento das escolas, estabelecido pelo Plano de Retomada das Aulas.

As unidades de ensino que retornaram nesta segunda-feira (3) foram: E.M. Anísio Teixeira (1° ano), em São Domingos; E.M. Maestro Heitor Villa-Lobos (1° ano), na Ilha da Conceição; E. M. Prof. Maria de Lourdes Barbosa Santos (1º ano), Engenhoca; E.M. Adelino Magalhães (1° ano), Engenhoca; UMEI Rosalda Paim (GREI 5), no Centro; e UMEI Regina Leite Garcia (GREI 5), no Fonseca.

Os alunos que optaram pelo ensino híbrido foram recebidos com apresentações do programa Aprendiz Musical. Os músicos tocaram diferentes gêneros populares como baião, samba e ciranda, e sucessos da música brasileira como Asa Branca, de Luiz Gonzaga, Casa de Farinha, cantiga popular, entre outras. Todas as atividades foram acompanhadas pelo subsecretário de Projetos Transversais, Cooperação e Articulação Institucional da SME, Thiago Risso, responsável por organizar as atividades.

A aula presencial para alunos do Ensino Fundamental e da Educação Infantil começou em sete unidades na última terça-feira (27), após 406 dias de escolas fechadas devido à pandemia. Todas as unidades seguem as medidas de segurança determinadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Niterói, como o uso obrigatório de máscara, distanciamento entre mesas e cadeiras, testagem dos profissionais de educação e higienização dos espaços.

Vale ressaltar que o ensino híbrido não é obrigatório para os alunos. O formato remoto continuará sendo disponibilizado de maneira assíncrona. As famílias contempladas no programa Renda Básica Temporária, desenvolvido pela Prefeitura de Niterói, continuam recebendo o benefício mensal até julho, independente do formato escolhido pelos responsáveis.

Para completar a primeira fase de implementação do ensino híbrido na cidade, mais duas escolas retornam na próxima segunda-feira (10): a UMEI Eduardo Campos (GREI 5), em Maria Paula e a UMEI Vinicius de Moraes (GREI 5), no Sapê. Nesta semana, a Secretaria Municipal de Educação fará uma avaliação dos primeiros 15 dias de implantação do sistema híbrido para deliberar sobre as próximas etapas deste processo.

Já retornaram na última semana, a E.M. Levi Carneiro (2° ano), no Sapê; E.M. Governador Roberto Silveira (1° ano), no Morro do Castro; E. M. Prof. André Trouche (1° ano), Barreto; UMEI Renata Gonçalves Magaldi, Fonseca (GREIS 4 e 5); UMEI Professora Nina Rita Torres, Piratininga (GREI 5); UMEI Jacy Pacheco, Barreto (GREI 5); e UMEI Darcy Ribeiro, Charitas (GREI 5).

To Top