Resgate de maquinista ferido em colisão de trens no Rio segue há seis horas - Niterói
Urgente

Resgate de maquinista ferido em colisão de trens no Rio segue há seis horas

As equipes do Corpo de Bombeiros seguem há seis horas no trabalho de resgate do maquinista preso às ferragens após o choque de dois trens da Supervia, na estação de São Cristóvão, no centro do Rio de Janeiro, hoje (27), às 6h55. O maquinista esta lúcido e respira com a ajuda de aparelhos.

Neste momento, uma equipe trabalha dentro da composição, afastando as ferragens com desencarceradores hidráulicos, e outra do lado externo, cortando ferragens com auxílio de aparelho de oxiacetileno, uma espécie de maçarico.

Em nota, a SuperVia lamentou o acidente e informou “que já instaurou uma comissão de sindicância que terá 30 dias para apurar as causas da colisão”.

Segundo a concessionária, os dois trens envolvidos no acidente são equipados com o ATP (Automatic Train Protection), equipamento que reforça o sistema de sinalização dos trens e da via. Ou seja, verifica se a velocidade do trem é compatível com a permitida pela sinalização. No momento do acidente, um trem chegava à estação de São Cristóvão, enquanto o outro estava parado na plataforma.

Por causa do acidente, os trens do ramal Deodoro seguem com intervalos irregulares e não estão parando na estação Praça da Bandeira, no sentido Deodoro, e na estação São Cristóvão, no sentido Central do Brasil.

Hospitalizados após choque de trens no Rio têm ferimentos leves

As oito pessoas que foram hospitalizadas após a colisão entre dois trens no Rio de Janeiro, às 6h55 da manhã de hoje (27), tiveram ferimentos leves e estão estáveis, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde.

Sete dos oito feridos foram encaminhados para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, e um foi para o Hospital Salgado Filho, no Méier.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que a Secretaria Estadual de Transporte também vai investigar o ocorrido.

Ebc

Foto: Tânia Regô/AgenciaBrasil

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top