Negócios

Gestão de pessoas é o tema do Café Empresarial da CDL de julho

NEGÓCIOS – Quando falamos em gestão de pessoas quais cuidados devemos ter? Essa foi apenas uma das questões abordadas pela palestrante Lucia Gadelha, convidada do Café Empresarial da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói do mês de julho. Com o tema “Gestão de Pessoas: como evitar custos”, a pedagoga e consultora de Gestão de RH falou sobre a importância da valorização do funcionário para os negócios e deu dicas de como gerenciar de maneira eficaz o capital humano da empresa.

Segundo Lucia Gadelha, o capital humano é considerado hoje o grande diferencial competitivo de uma empresa e a seleção é o primeiro passo para gerenciar esse recurso e investir de forma correta para não gerar custos futuros aos negócios. Ainda de acordo com a consultora, não se deve ter pressa na contratação, é preciso mapear as competências necessárias para cada cargo de forma que o funcionário buscado atenda plenamente às necessidades da empresa, esteja apto para exercer a função e se tornar parte de uma equipe.

“Erros de seleção geram custos. Não tem como contratar uma pessoa para atendimento se ela não gosta de lidar com o público. Podemos treinar competências técnicas, mas não temos como despertar habilidades sociais que o candidato não possua”, exemplificou a palestrante.

Lucia destacou ainda a necessidade de investir em ferramentas que garantam uma boa relação com o funcionário, demonstrem sua valorização e façam do ambiente de trabalho um local acolhedor, como o endomarketing e a comunicação interna: “O que faz uma empresa girar é o planejamento estratégico e o que move esse planejamento são as pessoas, as duas coisas estão ligadas, não dá para ter um sem o outro”.

O evento foi aberto pelo presidente da CDL, Fabiano Gonçalves, que aproveitou a reunião para falar com os empresários sobre o projeto Niterói Mais Segura, que é apoiado pela entidade juntamente com outras instituições ligadas ao comércio. O programa, que segue o modelo operacional existente em alguns bairros do Rio de Janeiro, ampliará a presença policial na cidade, o que é uma notícia positiva para os lojistas.

“A insegurança prejudica muito os estabelecimentos comerciais, pois afeta a rotina da população, diminuindo o movimento de pessoas nas ruas, nas lojas, o que reflete diretamente na economia. Por isso a CDL apoia o projeto. Participamos de várias reuniões com autoridades ligadas à segurança pública e entendemos que precisamos fazer a nossa parte. É fundamental que a entidade assuma esse papel de vanguarda, fomentando iniciativas que beneficiem a sociedade e a economia de Niterói”, declarou Fabiano.

Café Empresarial Sede. Divulgação (1)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top