Agenda

EVENTOS: Café empresarial da Região Oceânica destaca a importância da valorização do funcionário

EVENTOS – A edição de junho do Café Empresarial da Região Oceânica, realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói nesta terça-feira, 6, apresentou o tema “A importância do endomarketing no mundo corporativo”, com palestra ministrada pelo especialista em Marketing Carlos Alberto de Almeida, que destacou a influência de uma boa comunicação, da valorização do público interno da empresa e da criação de um ambiente saudável de trabalho como formas de alcançar o sucesso de um negócio.

Segundo Carlos Alberto, o endomarketing trabalha a parte interna da empresa, focando nos funcionários, colaboradores, revendedores, acionistas e distribuidores e na relação dos mesmos com o trabalho e a empresa. É uma ferramenta que visa melhorar a imagem da empresa, atrair, desenvolver, motivar e reter pessoas qualificadas através de trabalhos que satisfaçam suas expectativas e um ambiente saudável.

“O marketing é a ciência da percepção, que identifica as necessidades e desejos não realizados dos consumidores, você pode ganhar ou perder um cliente por um simples detalhe, como um mau atendimento. Já o endomarketing é um desdobramento com foco no público interno da empresa, ele trabalha o funcionário como um cliente, que também precisa ser bem atendido, já que a sua percepção é fundamental para o bom andamento dos negócios”, explica o especialista.

Seguindo essas orientações, o palestrante também explicou que o tripé que dá sustentação a uma empresa são a gestão, o funcionário e o cliente e esses três suportes devem manter uma comunicação cíclica. Os colaboradores precisam estar motivados, ter prazer no trabalho realizado ou, como chamado por Carlos Alberto, ter “brilho nos olhos”.

“O trabalho precisa ser fonte de prazer, o funcionário precisa gostar do que faz, se sentir parte da empresa, pois ele é o primeiro canal de conhecimento sobre o produto e/ou serviço oferecido e sua percepção a respeito da empresa precisa ser boa. É muito comum encontrarmos funcionários que sofrem da ‘Síndrome do trabalho vazio’, quando você percebe no olhar que aquela pessoa não está trabalhando no que gosta ou não está satisfeita com o serviço. E esses olhos vazios repercutem no cliente, que as vezes não é bem atendido ou recebido e acaba desistindo da compra. É preciso ter funcionários motivados”, destaca Carlos Alberto.

Como estratégia o palestrante destaca a necessidade de ações e uso de instrumentos que tenham como objetivo atender a esse cliente interno, como celebração de festas e aniversários dos funcionários, valorização do serviço, uma boa ambientação e, acima de tudo, a existência de canais de comunicação, seja através de intranet, jornal mural, grupos de trabalho e que permitam uma ligação direta entre os colaboradores e a direção da empresa.

“Saber os nomes e conhecer um pouco sobre a história de vida dos funcionários, ter mais amor ao falar e paciência para ouvir são ações de bons gestores. As vezes um minuto que você dedica para ouvir a opinião do seu colaborador pode fazer toda a diferença para o desenvolvimento da sua empresa, explique os motivos das ações, seja gentil e educado, dê o exemplo. Existem duas coisas que abrem o canal de comunicação: o sorriso e o bom humor”.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

To Top