CIDADE: Projeto de armamento da Guarda Municipal já tem cronograma - Niterói
Cidade

CIDADE: Projeto de armamento da Guarda Municipal já tem cronograma

anuncie

anuncie

CIDADE – O projeto de armamento letal da Guarda Municipal avança, e os próximos passos podem ser acompanhados em cronograma que foi publicado no Diário Oficial ontem (14/12). O destaque é o início, em fevereiro de 2017, do curso de qualificação de uma primeira turma de guardas, que terá a duração de 3 meses. Paralelamente a essa formação,  acontecerá, no fim de março,  o plebiscito no qual a prefeitura dirá sim ou não  à transformação da guarda municipal numa polícia comunitária,  que, se não substitui as polícias,  pode cooperar efetivamente com o policiamento comunitário no asfalto. A informação foi dada pelo prefeito Rodrigo Neves, na manhã de hoje, em reunião no seu gabinete, quando também anunciou que a Guarda Municipal e a Polícia Militar vão desenvolver ações no asfalto, inclusive blitzen conjuntas nos próximos 30 dias

“Por sua vez, a Polícia Federal vai desenvolver ações de inteligência junto com a polícia civil, e eu acredito que, com isso, uma melhora nos números da segurança serão obtidos ao longo dos próximos 15 dias. A gente sabe que os indicadores de criminalidade de Niterói são menores  que os da Região Metropolitana e do próprio Rio de Janeiro, em função da integração das forças policiais. Entretanto, estes índices ainda são inaceitáveis, porque todos nós achamos que as pessoas não podem perder o direito de ir e vir. Então vamos continuar perseguindo, com o apoio da Prefeitura e com essas forças policiais, melhores metas na área da segurança, sobretudo para devolver a tranquilidade ao cidadão de Niterói. Além disso, aproveitamos esta reunião para avaliar e programar ações, também numa ação integrada, com o objetivo de assegurar um réveillon com muita tranquilidade a Niterói”, afirmou o prefeito, rodeado porvárias autoridades da área de segurança pública: o secretário de Ordem Pública, Gilson Chagas; o delegado da delegacia do Fonseca (78ª DP), José William de Medeiros; o delegado de Icaraí (77ª DP), Robson Costa; o inspetor-geral da Guarda Municipal, Leandro da Vitória Nunes; o coronel Paulo Henrique, do Gabinete de Gestão Integrada da Segurança; o secretário Executivo, Vitor Junior; o subcomandante do 12º BPM, coronel Marsauner; o vereador eleito e policial federal Sandro Araújo;  e  o delegado da Polícia Federal e chefe do Núcleo de Operações da Delegacia de Niterói,  Jerônimo José da Silva Júnior.
 
Também na reunião, o coronel Paulo Henrique revelou que  o convênio envolvendo todas as  forças de segurança será assinado provavelmente na semana que vem,  prevendo investimentos na ordem de 10 milhões de reais da Prefeitura de Niterói em apoio às polícias Militar e Civil que atuam em Niterói.
 
Quem não escondeu seu otimismo em relação às medidas que vêm sendo tomadas foi o delegado Jerônimo Júnior:
“Por iniciativa do prefeito Rodrigo Neves, nós estamos dando continuidade, agora com mais ênfase, às ações de integração entre as polícias para diminuir os índices de violência que vêm assolando a cidade de Niterói. Nós vamos realizar enfrentamento direto aos criminosos e aproveitar também para cumprir os mandatos de prisão que já foram expedidos, não só pela Justiça Federal, mas pela Justiça do Estado do Rio de Janeiro”, contou.

Para o delegado da 78ª DP no Fonseca, José William de Medeiros, a reunião “foi altamente produtiva”:

“Traçamos metas para desempenhar uma ação eficaz na maneira de combater a criminalidade. Sempre que existe essa união e esse planejamento, é salutar”.

Robson Costa, da 77ª DP, adiantou alguma das prioridades da polícia nos próximos meses:
“Estamos procurando, de forma integrada, resolver pelo menos parte do programa de Segurança Pública de Niterói, principalmente neste período de férias, em que o problema se agrava, a sensação de insegurança aumenta por causa do maior dinheiro circulando nas regiões do Centro e de Icaraí. Queremos coibir, principalmente, o roubo a transeuntes, que é o que mais impacta na nossa região”.

Já o coronel Paulo Henrique de Moraes, secretário executivo do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), sublinhou a importância de reuniões como a de hoje: “Foi uma reunião de trabalho, que está se tornando uma rotina que temos que manter, em função dos frutos que estamos obtendo nesta troca de informações e na preparação de ações que envolvam todas as corporações”.

Foto: Bruno Eduardo Alves
anuncie
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top